Poesias

DÍADE

formatado por Livita

*
*
*
DÍADE



Retesando nossas cordas subliminares
Acordes dedilhados nos afagos da libido
Tangendo-nos no amor e fantasia
Somos sons de sensível sinestesia
No vibrato de nosso corpos em solfejos
Ondas a ecoarem tantos desejos
Amor, paixão em sensual melodia...


A díade de nossos sons feita em capela
Revela na frequência de um blues
O amor numa sonata de primavera...
Eu sou sua canção,...Eu sou aquela
Que faz fluir música em lábios
Quando sussurra melodias em seus ouvidos
E restaura em seu rosto o sorriso...
No intervalo das notas de seus gemidos.


Conjunto de dois seres,... conjugados
Somos prelúdio, sinfonia de emoções
Duas metades num inteiro bem preciso
Num hino de amor lhe trago à terra
No toque com primor, sonoro arpejo
Suas cifras me elevam ao paraíso...

Irene Cristina dos Santos Costa - Nina Costa, 09/03/2013

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Nina

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Nina encantada com seu canto...Abraço

    • Obrigada Marcia!

      E eu sinto-me honrada com sua presença e comentário.

      Beijos!

      Nia

    • Obrigada, Marso!

      Grande beijo!

      Nina

  • Maravilhoso Nina. Eu também destaco.

    • Obrigada, Flor! Nossa, tô super feliz!

      Beijos!

      Nina

  • Adm

    • Uhuuu!

      Obrigada, amiga!

      Grande beijo!

      Nina

  • Maravilha de poesia,querida

    Aplaudindo poesia e arte

    Beijossssssssssss

  • Livita, minha querida,

    Mais uma vez, obrigada, pela delicada formatação!

    Graciosa demais! Amei!

    Beijos!

    Nina

This reply was deleted.
CPP