Poesias

Doce Entardecer - TautoAcróstico

Doce entardecer – TautoAcróstico

.

D ocemente descortinam-se desejos delirantes

O scilantes ósculos ocultam ondas ofegantes

C onduzindo com candura cada carinho

E mbebido em explícito êxtase exótico

.

E xternando ensejos, exibindo efusiva excitação

N aufragam-se nostálgicos na noite nascente

T oques ternos transformam-se, tempestivamente

A nsiando auspicioso a audaz amante.

R esoluto, reinvidica recorrente regozijo

D eleita-se diante da dadivosa dama

E merge, encantado em enlevo excêntrico.

C orteja, criando cenas, consumando colóquios

E nebriados, esvaem-se em exequível êxtase

R esquícios radiantes ressurgem renovando realidades.

.

Maria Angélica de Oliveira – 11/11/17

Desafio Nina Costa

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Angélica

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

    • Obrigada Marso linda pelo comentário e pela belíssima formatação!!

  • Adm

    Nossa! Este eu não conhecia.

    Maravilhoso!

    • Foi Nina quem me falou... posso dizer que é muito dificil mas gostoso de fazer.
    • kkkkkkkk...

      Viu só, Nina também é cultura... kkkkkkkkk

  • Adm

    • Obrigada Edith pelo carinho e destaque.
  • Maravilha de poema,eu amei querida

    Beijossssssss

    • Obrigada Ciducha.
  • Lindo...muito lindo, Angélica...

     

    Parabéns!  Bjs

This reply was deleted.
CPP