Poesias

E. Rofatto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Olá, que delícia de leitura ao som desta música. A poesia valseou em meus olhos apaixonados. Bravo.

  • E vindo a tua página neata madrigada não pude deixar de embriagar-me nas taças do teu talento ímpar
    Aqui lendo e relendo
    Maravilhoso
    Meus parabéns! !!
    Paz e luz sempre
    • Sempre bem-vinda, Ana Lucia!
      Grato pela visita e pela gentileza do comentário!
      Receba minha amizade!
      Um abraço!
  • O amor é um sentimento infantil nos levando, como crianças, a uma dependência extrema do outro. No entanto, para que o amor sobreviva  a uma relação de convivência é preciso que saia da condição de dependência e se transforme em soma. Só na soma o amor se fortalece e sobrevive pela vida em fora sem se cansar ou envelhecer.

    Muito lindo, Edvaldo! Meus aplausos!

    • Grato, Marso!
      Seu comentário esclarece sobremaneira a minha mensagem. É o amadurecimento do amor (infantil quando gera dependência) que nos traz maior compreensão de nós mesmos para nos tornarmos plenos - e assim oferecer o nosso melhor a quem amamos.
      Difícil que amadurecer é efeito do sofrer... Daí poucas histórias de amor reunirem dois amantes maduros...
      Muito pertinente e muito lúcida sua leitura: fiquei feliz!
  • Parabéns Edvaldo Rofatto linda obra

    • Grato, Everaldo! Sua visita e comentário, uma satisfação para mim!

  • Por que será que Pedro ama muito Maria , e Maria ama do mesmo modo Pedro? O amor não existe para ser algo ruim. O amor passa a ser vício quando uma pessoa passa a não existir mais sem a outra. Poeta Edvaldo tem mais gente do que a gente imagina vivendo assim. Estimulante texto deixo aqui os meus acatamentos!

    • Grato, Sam! Quando as individualidades são diluídas num relacionamento amoroso, os amantes perdem-se de si mesmos - e o sentimento torna-se viciado e viciante, como você bem apontou, Sam!

  • Teu poema traduz todo o aquilo de um amor verdadeiro que o coração assimila esse fértil essência, poema lindo e belo

This reply was deleted.
CPP