Inspirações

Liberte-se

LIBERTE-SE 

Saia deste casulo. Voe.
Suas asas já estão ai,
só você ainda não percebeu.
Não se acostume com a escuridão,
Sinta a sua transformação,
dê um passo de cada vez,
de uma lagarta, uma borboleta se fez.
Saia do casulo, voe em direção a luz,
ela está logo a sua frente, veja
mude o ângulo do olhar e perceba,
há uma saída além da imaginada.
Não veja raízes onde não tem,
às vezes o que nos aprisiona
são raízes imaginárias.
Seja realista
mas, não perca a leveza.
Não limite sua capacidade,
não seja o carrasco de si mesmo,
desapegue do que nunca te pertenceu,
pra que tanta bagagem inútil?
Vê aquele mundo lá fora?
Pois é, ele é todo seu!

 

Marta Biscoli

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    • Edith, muito obrigada!  Beijos!

  • Muitas vezes, por acomodação,  não queremos nos aventurar como uma borboleta mas o ciclo da vida cobra seu tempo e quanto mais cedo aceitarmos as transformações mais fácil será alçar vôo. Parabéns Martinha! Sensacional texto ! DESTACADO!  

    • Angélica, bem isso. Chega um tempo em que a  lagarta ( já borboleta)  não caberá no casulo. E a única opcão será enfrentar o '' mundo '' lá fora ou então ela morrerá.

      Obrigada pelo gentil comentário, visita e destaque.

      Um beijo carinhoso!

    • Marso, amei... Muito obrigada por este carinho em forma de arte!  

      Um beijo carinhoso.

  • Doutora Marta! Estou nas nuvens, de tão extasiado que me sinto com a beleza das suas palavras, é simplesmente maravilhoso, tudo é requintado do texto à imagem.

    • Sam, muito obrigada pelo gentil comentário e visita!  :)

This reply was deleted.
CPP