Inspirações

MAS...



Das dores da vida bem sei eu...
Mas também o sei dos risos brancos,
francos de mar e ausência de siso!
Dos tempos do fruto maduro da mangueira,
das ternuras das paixões costumeiras
e dos banhos de chuva; sem juízo.

Das dores da vida bem sei eu...
Mas também sei das noites de casos inocentes
Das paixões de moçoila__ Incoerentes
Dos primeiros beijos cheios de medo,
e de guarda-los em segredo sagrado,
apenas à melhor amiga confidenciado...

Das dores da vida bem sei eu...
Mas sei também do amor arrebatador,
da paixão tão imensa que beirou a dor,
contemplada apenas pelo olhar da lua,
nas noites quentes; exposta e nua,
jurando em beijos e carinhos eternidade.
... Promessas de lealdade.

Sim,
bem sei eu das dores da vida,
mas também sei que fui amada e querida!

Elisa Salles 
(12/12/2017)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Assim como a rosa; a vida tem seus espinhos;

    mas, como você própria diz: 

    O IMPORTANTE É O AMOR!...

    UM POEMA PARA SE MEDITAR!!!...

    APLAUSOS E QUE DEUS TE ABENÇOE...AMÉM!

  • Um apaixonante poema que exala o amor, belo

  • Gestores

  • Gestores

  • Perfeito!Aplausos de pé Elisa!

    Bjs

  • Adorei a imagem, mas tiro o chapéu para o poema. Perfeito!
    Das dores, bem sei eu.
This reply was deleted.
CPP