Inspirações

Meu deleite, meu poema

Amar-te é  como um poema
Escrevo na tua pele ao dedilhar-te
linhas, curvas, tua silhueta perfeita
Me deleito com as essências
aquelas me entorpecem a alma
feito ao ler um poema de Neruda
Tua nudez me incendei…
inspiro-me no teu clímax voraz
Verso-te em rimas etéreas
poesias que escrevo com cheiro
com perfume dos nossos corpos amantes 
Tatuei em folhas em branco
belíssimas poesias, as quais dedico-te
minha sublime musa eterna
(DiCello, 23/11/2017) 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Obs. No blog, só podemos postar 3 poemas por dia.

    Existem oficinas de criações nos grupos. Dê uma olhada.

  • Adm

    Aplausos Marcelo pela delicia de leitura que nos envias.

    Parabéns!

  • Nobre poeta

    Creio que vou virar fã da tua linda página

    MARAVILHADA com o  teu poema

    Tuas entrelinhas tem um toque de bom gosto e sofisticação

    QUE DELEITE ESTE TEU POEMA os meus olhos saltitaram de felicidade diante de tanta beleza poética

    Meus parabéns!!

This reply was deleted.
CPP