Inspirações

O bicho-papão

— Não vá mamãe, tenho medo do escuro!
— Não tenha medo, meu amor, mamãe estar aqui!
— Mamãe?
— Sim?
— Como é o bicho-papão?
— Bicho-papão... quem te contou sobre ele?
— Na escola, meus coleguinhas me falaram que ele vem a noite para assustar as crianças que não querem dormir, que são malcriadas e se esconde debaixo da cama. Mamãe, o bicho-papão está debaixo da minha cama?
—Hum! Deixa eu olhar... não, não está!
— Que bom, né mamãe?
— É sim.
— Como é o bicho-papão, mamãe, a senhora já viu ele?
— Venha aqui...deixa eu te contar a história do bicho-papão, quer ouvir?
— Sim, mas ele é muito malvado?
— Não, ele não é malvado. Na verdade é bom...
— Bom! mas ele assusta as crianças...
— Bem...há muito tempo atrás um menino fora abandonado na rua por seus pais. O sonho dele era ter um quarto para poder dormir e assim sair da rua suja e fria. Queria também um irmão para poder brincar ou ao menos um amiguinho. Este menino cresceu morando na rua, mas quando chegava a noite procurava um quarto de alguma criança para poder dormir. Como achava que ninguém gostaria dele, pois nem mesmo os seus pais o quiseram, então, entrava no quarto e se escondia em qualquer lugar: debaixo da cama, dentro do guarda-roupa, pois se fosse visto poderia ser expulso.
— Nossa, não sabia que ele tinha sido abandonado por seus pais, que triste!
— Triste, minha menina! Um certo dia, dentro de uma lixeira, encontrou uma roupa esquisita, mas bem quentinha, ótima para ser usada para dormir, a roupa era peluda, feita com lâ. Gostou dela, embora esquisita, pois não passaria mais frio a noite, e apartir daí passou a usá-la todas as noites.
— Mas então ele não é mau?
— Não, e nem quer assustar ninguém, mas sim, ter um lugar para passar a noite e uma companhia, assim como você, também tem medo de ficar sozinho no escuro.
— Mamãe?
— Estou aqui!
— Se quiser ir, pode ir, não tenho mais medo, pois o bicho-papão vai me fazer companhia, e nem quero saber onde está escondido, vou deixá-lo quieto para poder ter um lugarzinho para dormir. Boa noite, mamãe!
— Bons sonhos, meu anjo!
Assis Silva
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Assis Silva

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP