Inspirações

PARADOXO

 

 

 

Privado da visão

Encarcerado em  uma vida sem luz

Ele pode ver mais do mundo

Que um outro com vista perfeita

 

É que apesar da deficiência

Ele vê com os olhos da alma

E viaja através das imagens que cria

 

O outro, embora sem restrições

Pode estar refém da rotina e da monotonia

De uma vida sem perspectiva, vazia

 

O primeiro embora não possa ver

Idealiza as belas imagens que concebe

O outro, embora possa ver

Não percebe as lindas imagens que vê

 

E a vida prossegue

Com mais um de seus paradoxos

Enquanto um enxerga o que não pode ver

O outro é incapaz de enxergar o que vê

 

F J TÁVORA

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    O ato de enxergar vai bem além de do ato de ver, olhar, enxergar exige análise e reflexão.

    Maravilhoso poema.

    Destacado!

  • Gestores

    A vida é cheia de paradoxos, mas se não mentirmos para quem nos escuta e nem decepicionarmos os olhos de quem nos vê faremos uma grande diferença.
    Versos profundos e significativos, Francisco. Meus aplausos.

  • Gestores

    • Agradecido pela expressiva obra de arte que muito enriqueceu meus versos. 

  • Gestores

    Prossiga nessa finalidade que só tem a enriquecer cada leitor e observante, com tantas letras magníficas.

    • Satisfação ver você em minha página  com airosos comentários..

This reply was deleted.
CPP