Inspirações

Poesia de Loucos

Poesia de Loucos

 

Ser um louco um pouco é ter muita fome

todavia some consigo o seu entender

homem tem fome de tantas loucuras

o que cura o homem então é o saber

 

Mas tudo que se sabe é grão é poeira

logo loucuras imperam em seu ser

se a fome do louco é tudo, é um pouco

loucura do louco vai prevalecer

 

Sei que estes versos são confusos e ocos

porem no final pouco terá um valer

pois tudo afinal é uma grande fissura

 

Mas se explica, pois é poesia de loucos

porque na essência o viver é loucura

 e nada existe que se perdure no saber

.

 

Alexandre Montalvan

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Alexandre

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

  • Amigo Montalvan, de louco todos nós temos um pouco.

    Então teus versos não são ocos, são cheios e diversos, de significação. 

    Amei! Estava saudosa de ler-te.

    Beijos!

    Nina

  • Bravo amigo Alexandre, aplausos meus, abraços.

  • Uma extraordinária loucura e maravilhoso soneto. Meus aplausos Poeta Alexandre Montalvan. Um grande abraço.

This reply was deleted.
CPP