Poesias

QUEM ME DERA AMOR MEU!

Se eu pudesse neste minuto varrer mundos
Montar nas asas dos ventos alísios
e me pendurar no teu pescoço...
Ah, querido,
sinto tantas saudades tuas
Sem ti meus dias são tão insípidos
Nem o buriti tem gosto para mim
Sinto falta das tuas mãos na minha nuca
Puxando-me para um beijo que não acaba nunca
Tenho na boca o teu gosto de mosto inebriante...
Enlaçando minha cintura num abraço cheio do meu compasso
Me seguindo pelo meu desejo
Me levando à montes altos
Me tomando em assaltos até eu me perder em ti
... E esta distância,
que poe solidão nas minhas madrugadas,
deixando-me exausta, insone,
balbuciando teu nome.
Quem me dera meu amor de todas as horas,
agora,
sem demora,
montar nos ventos e fazer amor contigo
nas pétalas de um cata-vento!

Elisa Salles
Direitos autorais reservados)

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Maravilhoso
    Parabéns!!!
    Bjs
  • Muito belo, Elisa.

  • Simplesmente encantador...

    FC

  • Belíssima e encantadora poesia Poetisa Elisa Salles. Abraços.

  • Tudo vem das vontades onde o amor esta dentro do coração. Aquele amor que grita em desejo, delirando-se em corpos aquela entrega insana, momentos que a gente loucamente se ama. Bijos poéticos

  • Quanta doçura numa súplica de amor de um coração que ultrapassa barreiras!...

    QUE DOÇURA DE LEITURA, MINHA CARA POETISA!...
    MEUS APLAUSOS.

     

  • Seja bem-vinda poetisa Elisa Salles! Conteúdo poético de excelente qualidade.

This reply was deleted.
CPP