Poesias

E. Rofatto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Ler um poema desse logo nas lindas manhã de alvor é assimilar dentro de nós aquele verdadeiro amor. Puramente divino,  tudo maravilha

    • Grato, José Carlos! Alegra-me a sua visita pela sensibilidade que transpõe dos seus versos para este comentário - pelo qual muito lhe agradeço!

  • Quando a poesia envereda pelos caminhos da fé, eleva o espírito de quem escreve e de quem lê. Belíssimo, Edivaldo! Bjs

    • Grato, Marso! Se você percebeu o meu texto revestir-se desse teor, fico realmente feliz e agradecido pelo seu ponto de vista. Bj, Marso!

  • Magnifico Edvaldo... a espiritualidade feita hostia para

    alimento da poesia

    Abraço fraterno

    FC

    • Grato, Frederico! Eu gosto mesmo dessa temática e gostei de sua presença aqui!

  • Uma linda e controversa prece. Em um momento parece ser a confissão de um incréu; em outro, a oração de um fervente crente. As questões da religiosidade são sempre ambíguas e controversas. Ao aprecia-las nos deparamos com o inusitado, o imponderavel, o abstrato, o etéreo. Independentemente da crença ou descrença, fica evidente a intenção do poeta, ao tornar-se cristalino, de revelar seu coração humano, terno, generoso, a reconhecer e exaltar o sacrifício do Deus que se fez homem para pregar, através do filho, a bondade e o amor. Linda inspiração poética abordando com singular lirismo tema tão caro a espécie humana.
    • Grato, Francisco! Sua análise apurada traduziu perfeitamente o meu texto - e me lisonjeou sobremaneira! Reconhecer a sua leitura atenta e apreciação esmerada é, para mim, motivo de grande contentamento, pois me certifica que vale a pena escrever não só para investigar os meandros da mente e da alma, como também para chegar ás pessoas, como você, que enriquecem a própria compreensão de nós mesmos como seres da realidade factual e das verdades poéticas. Muito obrigado!

  • Cadê o comentário que lhe fiz?

    Vim ler de novo seu texto e,... não o achei...

    Bahhhhh, guri! Xapralá!

    Excelente poema (volto a dizer).

    Beijos!

    Nina

    • Grato por reiterar apreço por esse texto!

      Bj, NINA!

This reply was deleted.
CPP