Inspirações

SOB O DULÇOR DO TEU OLHAR

Antes que anoiteça
e a coruja pie nos galhos do ambu,
feliz por contemplar a lua no céu,
vou entrar no meu barquinho de papel
e navegar no mar profundo dos teus olhos.

Ah, como amo fitar os teus olhos...
São como duas estrelas da Urça Maior,
cravando-me como quem quer adentrar por minh'alma
e desvendar segredos que nem mesmo possuo.
Não possuo mistérios para ti, amor dos meus olhares!

E enquanto a noite cai em brumas e mistérios,
e a coruja pia insistentemente no galho do ambú
tenho a crença de que teus olhares possam
exigir de mim entregas que nunca ousaria negar-te.
Jamais negaria à ti cousa alguma!

... Mas o sol se pôs há poucos tempos ainda,
e a noite é apenas uma menina que brinca nos lençóis
brancos de algodão na sua cama de princesa.

Elisa Salles
12/12/2017

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Aquela saudade que bate no coração, as lágrimas choram a emoção, poema que esta um encanto

  • Lindos versos,poeta Elisa,eu amei!

    Bjs

This reply was deleted.
CPP