Poesias

" Um Conto "

Presa nas saias da minha Mãe, 

Com outros horizontes eu sonhava,

Numa conversa de entretém, 

Disse-lhe que um dia me libertava.

**

Tinha um fascínio pela Austrália,

Tudo por causa dos cangurus,

Saí de casa com umas sandálias,

Uma camisola com capuz..

**

Uma noite dando pela minha falta,

Na minha cama, para me mimar,

No seu amor de Mãe, sentiu-se incauta,

Do meu sonho não conseguir travar.

**

Já estava a léguas do local onde nasci,

A entrar no continente que eu sonhava,

Um canguru passeava por ali,

Como se por mim, nos meus sonhos esperava.

**

Grande demais para caber no seu marsúpio,

Montei-me na sua espinha dorsal,

Foi difícil adaptar-me ao principio,

Cavalgar um canguru...não era normal.

**

Mas o bichinho parecia não se importar,

De realizar toda a minha fantasia,

Que me foi à sua família apresentar,

E mostrar os sonhos que eu trazia.

**

Cristina Ivens Duarte-14/11/2017

 

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Cristina Ivens Duarte

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Lindos versos Cristina. Tema diferenciado. Gostei muito.

  • Da imaginação vem as mais bela emoção, onde os pensamentos se exalam nas mais belas imaginações, contado pelos olhos. Um delicioso conto, verdadeira arte

  • Maravilha de texto,me encantei!

    Bjs

  • Primeiramente, cumprimentos pelo conto. Super interessante e bem escrito. Muito fofo seu conto Cristina! Obrigado por compartilhar conosco esse dom que o Criador lhe deu.

  • Gostei muito da leitura, uma maravilha de conto, que nos encanta e nos leva aos encantos...

    APLAUSOS mil!!!   bjs

This reply was deleted.
CPP