Inspirações

UM FIO APENAS...

Há um fino fio a segurar o amor de minha vida...
Tão tênue quanto o amanhã _ Anseia e apavora
Nada ampara. Nada jura. É emaranhar de dúvida
E meu Deus, este "talvez" consome e devora!

E apesar desta perplexidade, vive,fiel a si mesmo
Alheio à indiferença constante, má e impiedosa
Num acalento de doçuras, ao vento e a esmo...
Sentimento que sangra ao espinho.Cuida a rosa.

É insubmisso. Acalenta, só, toda a larga devoção
Enquanto voam gaivotas sobre um mar de sonhos
Tortura a alma. Desejos da voz, do toque_ Canção!

E os dias, voam loucos de encontro à cousa alguma
Tempestades de saudades arrastam todos os risos
Um fio de seda à sustentar,só, um mundo de ternura.

Elisa Salles
( Direitos autorais reservados)

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • AH!...ESTE "TALVEZ" QUE TORTURA, E O PEITO, DEVORA!...

    VOCÊ CONHECE BEM AS COISAS DO AMOR; BEM COMO O BEM EXPRESSAR!!

    MEUS APLAUSOS E UM FELIZ 2018 REPLETO DE MUITAS BENÇÃOS E PAZ...AMÉM... 

  • Versos maravilhosos, Elisa! Aplausos!

  • Uma saudade que massacra um coração que nele esta uma emana e  amante paixão, lindo poema

  • Elisa Salles uma

    poesia forte e bela meus aplausos...

  • Interessante a sua obra. Vejo que possui uma visão super - abrangente na ciência de escrever. Cumprimentos!

  • "Tempestades de saudades arrastam todos os risos
    Um fio de seda à sustentar,só, um mundo de ternura."

    Aplaudo de pé!Lindos versos!!

    Bjs

  • Adm

This reply was deleted.
CPP