Poesias

Viver de esperança

Formatado por Marso

Viver de esperança.    

 

A saudade chegou tão faceira

Trouxe-me lembranças de ti.

Das tardes debaixo da paineira

Até perfume de alecrim, eu senti!

 

Divaguei...voltei aquele tempo amor,

Que acreditava em um lindo futuro

E, meus olhos viam o mundo com cor

Nas noites, não temia o escuro.

 

Foram momentos de extasia

Acalentar as boas lembranças,

pois não quero perder a alegria,

Quero sonhar e viver de esperança.

 

Tudo não passou de alguns instantes

Que eu fechei os olhos e revivi

Momentos bons e delirantes

Para esquecer, com tua falta,

quanto sofri!!!

 

Márcia A Mancebo

20/07/2017

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP