A Hora da Estrela!



         A HORA DA ESTRELA!
.


A hora da estrela que sobe
sobe e vagueia pelo Orbe
no corte da tirana vida...
maltratando-a, atrevida!
.


Estrela tão frágil, que descoube
na vida ao ficar despercebida,
sem amor... condenada e esquecida,
no cais meretrício sob hecatombe.
.


Dum viver entristecido sem paz
ancorando de vez num fio mordaz,
que a ligava numa onda desassisada.
.


Morreu vazia e nua sobre um sinal-
fechado, sem glamour no final,
ao derramar... o seu sangue, exorcizada!
.
   Elzana Mattos
.
.....
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP