A MARIMHA

A Marimba

.

.

Geme tua nota, minha lira

tem aroma de madeira,

em teu som meu sangue delira

como eterna primavera,

de uma terra frondosa!

.

Une tua força a minha pena

com teu ritmo misterioso,

em sonoro eco de céu

peregrino e melodioso,

seu toque é precioso!

.

Alma indígena e fecunda

berço do Qeutzal: O ala[ude

leva alegría ou profunda

melancolia de ataúde,

e pela marimba, saúde!

.

Tu, a de luz andorinha

iluminas os guisquiles

e toda a casta chapina

em tapete de guipiles,

dos Maias e Pipiles!

.

És pão de justiça

Eco de concreto, a origem

marimbeiro e a delicia

de teu registro aborígene,

por teu trino te elegem!

.

Mais além da humana

sinfonia, em seus abraços

que a música emana...

à alma faz em pedaços,

ou ilumina seus ojasos!

.

Amo banhar-me em teu arroio;

Sonhar teu épico teclado

monórrimo grito crioulo,

do som derramado,

ao ouví-la.....eu, havia chorado!

.

A fitei em seus olhos

alegría de chirimía

vibrar, e com seus caprichos

fazer, marimba minha,

mágica melancolia!

.

Amas que me durma em teu arrulho

de música e violino

e adormeço em teu murmúrio

que inunda todo o planeta

talvez, porque sou poeta ¡

 

.

.

Dr. Rafael Mérida Cruz-Lascano

“Hombre de Maíz 2009”

Guatemala. C. A.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3682517?profile=original

  • Agradeço o agradecimento a estas cartas, as visitas e os comentários.

    Obrigado Edith Lobato

    Obrigado Ilario Moreira

    .

    Rafael.

  • Parabéns, poeta, poema de extrema beleza, onde é nítida a cultura vasta no seu versejar, fiquei encantado. Meus sinceros aplausos. Abraços, paz e Luz!!!

  • Gestores

    Lindíssimo poema, D. Rafael.

    Reverências ao seu versar.

    Aplausos!

    Destacado!

This reply was deleted.
CPP