Poesias

Ao imaginar que tu existes

Poema na revista Horus Cultuliterarte .

O link da Casa dos poetas e da poesia está lá, assim como o coloco em todas as antologias em que participo, ebooks e livros que edito. Bem hajam pela forma como divulgam poesia. Trago-vos no coração ainda que o tempo não sobre para vir aqui tanto quanto eu gostaria. Abraço para todos!

https://issuu.com/edicoeshorus7/docs/horus_51424726939c36

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Muito obrigado Cristina pelo seu gesto bonito. . Um grande abraço poético. 

  • "Ao imaginar que tu existes"- Fernanda R Mesquita 

    *
    Ainda não sei se és principio no corpo da tua Mãe
    mas apenas a possibilidades de existires
    abro em mim uma janela, por onde eu lanço a minha voz
    para te dizer que eu te amo, meu amor.
    Sim, chamo-te meu amor sem medo de me expor à zombaria alheia
    ( Porque, hoje em dia, muitos riem de quem tem a coragem de falar de amor)
    Se me ouvires antes de entrares no teu berço maternal
    leva esse amor contigo e fá-lo estrela no teu céu, que sei que será vasto.
    Que o sol te seja farol, luz e amor a crepitar nos teus caminhos.
    Eu hei-de deixar partes de ti em poema
    e tu porque crescerás dentro dos braços dos teus pais
    e os três existirão, por longos dias, embriagados de harmonia
    num lar pleno de plantas tranquilas, aspirarás colecionar abraços.
    Os humanos ficarão espantados como o amor.

    Resp-Querida Fernanda! Achei maravilhoso o poema dedicado ao seu netinho.
    Não resisti e repassei-o para aqui, parabéns amiga, beijinho.

This reply was deleted.
CPP