Poesias

Ciranda das borboletas

Borboletas, várias borboletas
Azuis, pretas, marrons,
De várias cores, espécies, tamanhos, enfim,
Que voam e voam
Pousam nos galhos das árvores
E também nas flores dos jardins.
No espaço batem suas asas
Ora voam para cima, ora para baixo
E em círculos a se movimentarem,
São as borboletas em sua ciranda
Enfeitando a natureza e encantando nossos olhares.

 

Francisco Martins Silva

Uruçuí-PI-Brasil

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Gostosa leitura e lindo cenário de teus versos.

    Parabéns!

  • Obrigado. Um abraço e felicidades.

  • Parabéns, poeta, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP