MENINA MOÇA

                     Menina moça

 

Caminhava como uma musa das passarelas

No rosto um sorriso angelical

Na simplicidade estilística de menina moça.

Vestido godê estampado de chita

Longos sobre os seus pés

Devasso na curvatura escultural

Com um talhe lateral de sensualidade

Na nudez das coxas torneadas

Que absorvia os olhares famintos dos presentes.

Cada passo um rebolado estonteante

Cada sorriso um coração que se movia

Cada olhar um desejo se consumia

Cada charme os pensamentos lhes despiam.

Na festa a mais bela flor da primavera

Tão simpática

Tão emblemática

Tão verdadeira

Por sem querer saracoteia

Por querer bamboleia

No mais simples baile colegial.

 

                                          Mello Carvalho

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    E elas se atiram, se mostram, cada uma querendo ser a melhor e a mais gostosa do pedaço.

    Parabéns Mello pela linda poesia.

    • Essa foi a ideia, colocar em versos a sensualidades da alunas nos eventos das escolas. Obrigado, Edith!!!

  • Gestores

    Magnifico poema, Mello! Aplausos! Bjs

    • Obrigado!!!!!

  • Poema lindo, parabéns, poeta, o desenrolar da "ideia" foi fantástico, cheio de talento... Abraços, paz e Luz!!!

    • Muito obrigado! A ideia foi boa, os versos nem tanto, rsrsr

  • Gestores
    Que magnifico versar!!! Parabéns!! '
  • Gostei do que li amigo Mello! Uma menina moça cheia de predicados muitos bonitos, parabéns amigo, beijos. 

    • Cristina, obrigado, por tecer comentários tão singelos. Vindo de você fico lisonjeado!

This reply was deleted.
CPP