Poesias

O PENOSO EFEITO DO EGOCENTRISMO

Encontro-me nesse páramo

Dedilhando minha cítara

Enquanto meu corpo em frêmito

(De uma forma incontrolável)

Tenta adaptar-se na ambiência

Antes que eu me torne apóstata.

 

Já abandonei à paróquia

Hoje sou um ser apátrida

Nessa posição excêntrica

Desse meu eu geográfico.

 

Minha atitude etnocêntrica

Privou-me de ser seráfico!

 

  Ronnaldo Andrade

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Adm

    Pense em algo venenoso, capaz de matar o próprio egocêntrico. Lindíssimo, Ronaldo!

    Parabéns!

    • Concordo com você, Edith. Obrigado. Fraterno Abraço
  • Belos versos, profundo... Parabéns, poeta. Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigado por comentar meu texto, Ilario. Fraterno Abraço
This reply was deleted.
CPP