Adm

Oficina I - Desafio Poético sobre palavras aleatórias

PROPOSTA

Esta oficina destina-se à composição de poemas sobre palavras deixadas aleatoriamente

Regras

1. Ficarão em tela 4 palavras aleatórias para composição.

2. O participante deve compor nas palavras em tela e ao postar seu poema, deve deixar outras 4 palavras para o próximo participante.

4. Os poemas criados devem ser postados na caixa de cima.

Boas inspirações!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

    • FORMATAÇÃO BELISSIMA 

    • Meus parabéns! Desafio feito, desafio cumprido, poetisa.

  • Palavras em tela: Cartilagem, Abrupto, Cardeal e Titânico.

  • A metamorfose e o tempo

     

    Tem dias que amanheço meio que multifacetado,

    lembrando de outros velhos tempos, que nostalgia...

    Tempo de ontem; anteontem ... dum longo passado

    aonde me travestia em centenas; milhares de alegorias.

     

    Lembro-me que me julgavam pelos meus atos risíveis.

    O que me deixava sistemático; abalado e inconstante.

    Eu gritava, pulava e rasgava todas fantasias terríveis

    e não estava nem aí para quem me achasse deprimente.

     

    Continuei irredutível, inabalável, totalmente inexorável!

    Passei momentos dentro do meu eu; imune à perturbação.

    Após alguns dias, sem perceber me vi meio que deplorável:

    Largado as traças, entregue a cachaça; um refém da solidão.

     

    Como tudo que me machuca, também me aquebranta,

    mesmo sendo estudado por todo o ramo da psicologia.

    Renasço das cinzas, vencedor, é o que de fato me acalanta,

    sinto-me forte, invencível, mesmo que eu seja uma anomalia.

     

     

    Professor Talvanis Henrique

    17 de dezembro de 2018 – 22:42 – Carmópolis/Sergipe/Nordeste

    • Maravilhosa inspiração.Fez bonito no desafio. Parabéns

    • Perfeito!  Parabéns!

  • Palavras em tela: Multifacetado, risíveis,inexorável, aquebranta.

  • Inimitável.

    O amor não escolhe, não é seletivo
    Às vezes, ama e não sabe nem por que.
    Ama simplesmente, sem ter incentivo
    Mesmo quando a indiferença o faz sofrer.

    Translúcido, ele não finge, não se esconde,
    Não se restringe, apenas, ao coração.
    Quanto mais transborda mais se expande
    É impossível controlar sua emoção.

    Mas não é um sentimento incompetente
    Ele, apenas, vive envolto em tanta pureza
    Que os seus atos, infantis, aparentemente,
    Encobrem sua translúcida clareza.

    O amor é único! Tem tanta singularidade
    Somente ele sabe fazer certo o que é errado.
    Não dá pra copiar a sua subjetividade
    Ele é inimitável não pode ser plagiado!

    Marsoalex – 11/12/2018

This reply was deleted.
CPP