TRISTEZA LÍRICA

TRISTEZA LÍRICA

Na cadência da saudade
A minha alma é insanidade,
Que aos poucos vai me matando!
Não sinto o sabor da vida
Nem ouço quem me convida,
Com olhar de amor flertando!

Sofro da dor como gôzo,
Qual masoquista ocioso,
Que só filtra pessimismo!
Por isso canto a tristeza
Inflada de realeza,
Nestes versos de improviso!

Nelson De Medeiros, 27/07/2020

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –
CPP