A PIPA

Um dia, ao céu meu coração voou,

na linha de um sonho, de um desejo...

Foi o sopro delicado de um beijo

que alguém me lançou.

 

E eu, meio que a duvidar de mim,

fiquei como criança a perseguir, no fim,

a pipa colorida, que escapou...

 

(Paulo Maurício G Silva ) 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP