Miragem

Miragem qu'me fascina

Fogo, água, terra, ar

Pisar o firmamento

Do teu corpo

Na areia fofa

Das ideias.

*

Sangrar em pedras

Toda a indiferença

Cuspir poeira além-mar

Ser marinheiro solitário

Singrar marés amiúdes

Irromper grilhões do passado.

*

Desacorrentar-me dos teus cabelos

Esquecer dos teus beijos quentes

Da tua pele alcalina em brasas

De ser céu em tempestades.

*

Ah, miragem em si

De ti...em mim

Qu'me alucina

Por tanto amar!

*

Elzana Mattos

**********

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP