Não escondo doçura

 
 
 
 
Não escondo doçura
 
 
É incerto obter -se somente glórias.
Pois, na vida há momentos de tristezas;
De solidão, a levar, longe a certeza,
Me oculto a esperar  uma linda história.
 
Insisto a prosseguir com a memória
recheada a pensar que com destreza
minh'alma aceitaria as asperezas.
Nem sempre no viver, há  só vitórias.
 
Eu sou guerreira,  qualquer fera enfrento 
Minha arma é a razão e, com sabedoria
desbravo  viver com total bravura.
 
No meu canto a esperar mudar o vento
Emudeço o gritar sem euforia
Sou mulher, não escondo minha doçura!
 
Márcia A Mancebo
19/11/18
 
 
 
 
 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.
CPP