SOFISMAS

 

Sofismas

 

Voyeur de alma e de pensamentos

Adoro ver-te vestida em pele nua

Quando tua forma  se transformoseia

De explicações que são minhas,  não tuas

És tão menina, seios mínimos aflorados

Ninfeta virgem à mercê dos meus pecados,

Palavra casta envolvida de mil teias...

Sereia, serias se não fosses feia,

Mas te desenho  do jeito que eu quero

E tua nudez não ofende a Eros,

É  puro spleen nas mãos de Baudelaire

Mesmo coberta de todo despudor

Da hipocrisia que te faz mulher.

Digo mil vezes que não eu espero

Te envolver com minhas falsas verdades

De trajes eróticos, de gueixa te vertir.

É o que quero, é o que me faz fluir

Mesmo que roube de ti tuas  cismas,

E em ti deflore a alma de criança

A este estupro eu chamo "aliança"

Pra ver nascer-te os meus novos sofismas.

 

By Nina Costa, in 30/12/2018.

Mimoso do Sul, Espírito Santo Brasil.

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • "Voyeurismo" - será talvez pecado?

    Se assim for - já estou condenado!

    Tua Poesia MeNina sempre Nina

    Até mesmo o prazer da libido ensina!!!

    ...

    E enquanto espero o porvir do AdVir...

    Só me resta mesmo ora Te APLAUDIR!!!

    ...

    MARAVILHOSA INSPIRAÇÃO!!!

    gaDs

    • Obrigada ZK Feliz!

      Eu me sinto muito honrada com seu comentário! 

      Beijos!

      Nina

  • Nina parabéns pela belissima poesia adorei abraço...

     

    • Obrigada, amiga!

      Beijos e tudo de bom para você!

       

  • 621135861?profile=RESIZE_930x

    • Obrigada, Marso, pelo carinho da formatação! 
      Um bom dia, recheado de poesia, é o que desejo a todos nós!

      Beijos!

      Nina

  • 605877237?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada, Marso!

      Uma boa noite e Feliz Ano Novo!

      Beijos!

      Nina

This reply was deleted.
CPP