FELIZ DIA DAS MAES

4719114094?profile=RESIZE_710x

 

VAMOS HOMENAGEAR A TODAS AS MAMAES,COM UM POEMA,

POESIA E OS SUB - ESTILOS QUE PREFIRAM ,

PRINCIPALMENTE OFERECAMOS MUITO AMOR.

UM BEIJO A CADA UMA DAS MAMAES POETAS.

CONTO COM O APOIO DE TODOS

GRATIDAO 

ROSEMARIE PARRA

URUGUAI

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Votos 0
Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • SIMPLESMENTE MÃE

    OUTRA VEZ 

    Sempre quis editar um vídeo com esta música do Roberto Carlos, pois eu acho que é a “cara” da minha mãe. 

    Às vezes eu me pegava pensativo e de repente vinha a cobrança: você precisa fazer este vídeo. Mas eu sempre esperei qualquer oportunidade que me obrigasse fazê-lo. 

    Pois bem, acabou a espera. No começo eu mal fazia ideia de como iniciar. Então o Espírito agiu e abriu minha mente. Eis aí o resultado. Amei! 

    Mãe é coisa sem jeito. Viva ou morta, a atração é igual. A gente sempre arranja uma maneira de dar um Destaque. 

    Já fiz “milhões” de homenagens, e uma melhor que a outra, mas creio que esta foi a “cereja do bolo”. 

    Feliz Dia das Mães! 

    Alcebíades Júnior – 10/05/2020.

  • Muito obrigada pela destinção recebida neste LINDO cartão!!!

    mil beijos de poesiaaaaaa

    Chantal Fournet

    4201577670?profile=RESIZE_400x

     

  • 4929389058?profile=RESIZE_930x

     

    4929406500?profile=RESIZE_930x4929346079?profile=RESIZE_930x

  • 4929283455?profile=RESIZE_930x

     

    4929320280?profile=RESIZE_930x

     

    4929346079?profile=RESIZE_930x

  • 4925514099?profile=RESIZE_930x

     

    4925547082?profile=RESIZE_930x

     

    4925577481?profile=RESIZE_930x

  •  

    4916321053?profile=RESIZE_400x

    NINHO VAZIO
    Eri Paiva

    Tecemos o ninho
    Com todo o nosso carinho
    Para a acolhida tão esperada
    Entre todas a mais desejada!

    Iguais anjos lindos, nos chegam sorrindo;
    De tanta emoção coração arrebenta,
    Sem se dar conta, não agüenta,
    Deságua suas lágrimas,
    No aconchego do peito, não tem jeito!

    Em feliz convivência, de amor, de carinho,
    Apontamos caminhos na estrada da vida.
    Iguais jardineiros, espalhando sementes,
    Moldamos, burilamos, corações e mentes.

    E quando Deus perguntar,
    Em consciência respondemos
    Cheios de contentamento
    Que o nosso esforço e desvelo
    Promoveu seu aperfeiçoamento,
    Seu progresso e bem-estar.
    E então, implumados, na verdade,
    Seu vôo descerra nas asas da liberdade

    Sempre foi assim,
    O processo sem fim da criação...
    Os filhos os temos, em sublime missão.
    Não podemos retê-los,
    Não temos o direito de prendê-los,
    Justificando proteção.

    O mundo os espera,
    A vida os acolhe,
    Fiquemos a torcer!

    Natal/RN/Brasil

  •  

    4915165065?profile=RESIZE_400x

     

    FUTURA MAMÃE
    Eri Paiva

    Quando hoje vi-te a passar,
    Em passos macios, lentos,
    Minh'alma se pôs a cantar
    E a sorrir com o vento!

    A certa distância parei, 
    No silêncio do momento
    E de longe te abençoei
    Em doce contentamento.

    Segreda-me a intuição 
    Uma criança esperas
    No teu ventre e coração 
    Uma pessoinha tu geras.

    Não te conheço é certo
    Mas me escute simplesmente
    Esse bebezinho esperto
    É Deus em forma de gente!

    No processo de gestação,
    Duplicas tua centelha
    Que abençoa tua missão
    E o amor de Deus espelha!

    Parnamirim/Rn - Em 10. 05. 2020
    Dia das Mães

  •  

     

    4915429866?profile=RESIZE_584x

     

    MÃE OBRIGADA
    (À minha mãe Enedina no Dia das Mães)
    Eri Paiva

    Dentre as saudades que me cercam
    E que fazem o meu passado presente,
    Há aquelas que não quero se percam
    Como a que ora meu coração sente!

    Quantas vezes sim eu fiquei a pensar
    Na dedicação e cuidados que tiveste,
    Nas roupinhas à mão que me fizeste,
    Nas fitas de cor para o cabelo enfeitar

    No teu colo chorei e me deste carinho,
    Noites insones trocaste a me balançar,
    Cada arranhão curava-me teu beijinho
    E de mãos postas tu me fazias rezar.

    No alimento pronto pra me satisfazer
    Nenhum grão de comida desperdiçada.
    Em teu olhar estava escrito, obedecer,
    Sinal de uma criança bem educada!

    Na vivência simples do teu dia-a-dia
    O que sabias em gestos me passaste,
    Sem saber ler, sem escrever caligrafia
    Me ensinaste a viver, me educaste!

    Cresci, filhos criei, estudei, virei poeta,
    Mesmo sem letras me fizeste amada!
    À ti, oh minha mãe sábia e analfabeta,
    Pela vida, por tudo mãe, muito obrigada!

    Natal/Rn - Em 12. 05. 2019

  • 13350496?profile=RESIZE_584x

  • 3801224290?profile=RESIZE_584x

This reply was deleted.
CPP