4151674540?profile=RESIZE_710x3490296214?profile=RESIZE_710x

AS POSTAGENS DEVERÃO SER FEITAS DIRETO NOS COMENTÁRIOS,

NA JANELA ABAIXO,

COM POESIAS ALUSIVAS Á POESIA NO SEU DIA.

 .

BEM VINDOS TODOS OS PARTICIPANTES DESTE FÓRUM DE POESIA

CELEBRANDO JUNTOS ESTE DIA MUNDIAL DE POESIA EL 21/03/ DATA INSTAURADA PELA UNESCO.

NOS SEUS DISTINTOS ESTILOS: POEMA, POESIA, DÉCIMAS, AKROS, MERIDIANOS, OVILLEJOS, ETC.

PODEM PARTICIPAR COM MAIS DE UMA POESIA, EDITAS OU INÉDITAS,

DEVEREMOS MANTER A ORDEM DE FAZER SÓ NOS COMENTÁRIOS.

NÃO CRIAR NOVAS DISCUSSÕES NO GRUPO,

O FESTIVAL É PARTICIPATIVO, NÃO É CONCURSO,    NÃO HAVERÁ PREMIAÇÕES.

SERÁ EDITADO UM E-BOOK SE A PARTICIPAÇÃO E RAZOAVEL.

SERÁ PUBLICADO EM TODAS AS REDES E PELO SPONSOR

NO SEU PERIÓDICO DIGITAL - SICILNEWS.COM DE ROSS SALVAGGIO.

AGRADECENDO O DESENHO DO NOVO LOGO PELA SRA. CARINA IANNI.

ROSEMARIE PARRA - MARIA ROSA PARRA

CREADORA Y ORGANIZADORA DO VIII FESTIVAL VIRTUAL DE POESIA NO DIA MUNDIAL DA POESIA 21/03/2011

 

95474277?profile=RESIZE_710x

 3490296214?profile=RESIZE_710x

 

4161483775?profile=RESIZE_710x3490296214?profile=RESIZE_710x

4151693045?profile=RESIZE_710x3490296214?profile=RESIZE_710x

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Votos 2
Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • 4179957438?profile=RESIZE_710x

  • Sou negro!

    - Soneto.


    Dividindo as minhas angustias e aflições comigo e minhas predições
    Às vezes sinto desmoronar todos os sonhos previsto na tabua da lei
    Que o onipotente, criou para as longas caminhadas dos meus dias.
    Não imploro! Apenas aceito as dádivas de deus que me acompanha.

    Meus olhos gotejam lagrimas que se fundem ao lhano desenhado.
    Na sublime esperança que um dia essa separação seja dissipada
    Das mentes e das reduzidas ao nada, nascendo uma outra concepção
    Que por certo arrefeceram atritos entre seres humanos sensíveis.

    Sou um negro! Que em alguns momentos divido meus percalços.
    Com o intuito de celebrar entre a cor e o espaço, a igualdade
    Que deve existir entre as tênues peles. E apaziguar as diferenças.

    Assim meus passos continuam a marcar a terra na prolifera ação
    De um bem-estar entre todos, sem rancores e sem as diferenças.
    Conforme o arbitra a tabua da norma cunhada pelo criador do orbe.
     

  • SPINA (Nova Forma Poética)

    MÚSICA E POESIA 

    Música marca vida
    Poesia atinge alma
    Melodia desperta sentimento

    Sentidos alertas decodificam cada som
    Roubando minha paz de espírito
    Levando em conta meu tormento
    Sem alívio pela sua ausência
    Hoje só resta meu pensamento.

    Luciene Avanzini

  • SPINA (Nova Forma Poética)

    Palavras incertas soltas
    Pensamentos voam longe
    Mergulhados na poesia

    Rimas ausentes com métrica solta
    Nasce uma poesia sem estética
    O importante é só alegria
    Diante do sagrado coração profano
    Acorda mente insana da fantasia.

    Luciene Avanzini

  • Tinta em papel

    Ouve o vento que aqui embate,
    que leva quase todo este papel
    e a tinta com que me rasgas-te
    o céu..., isso foi sem pincel !

    Escuta aqui ao pé de mim
    o cair da chuva a tremer no chão...
    Vê bem e olha aqui para mim,
    a ver se consegues ler o meu coração...

    Hoje é tarde... foi fria e foi chuvosa,
    em que até me levas-te a marmita.
    Tarde em que nua e toda vaidosa
    me olhas-te com aquele olhar que exita!

    Agora sem sentido,mas tão bem ao de leve...
    saboreias a minha alma aflita!
    Que descrevi-a neste papel para que o vento a leve,
    á cor da minha tinta...

    Bruno Alves

  • Palavras que devastam

    O que pode devastar um sentimento,
    não são apenas as palavras alteradas,
    as que gritam, mas também as que no tempo
    caem no silêncio e no silêncio... ficam guardadas!

    São as que em formas de lágrimas vão correndo
    disfarçadas, as que resvalam sufocadas,
    as que agonizam em solidão, as que vão morrendo
    de medo e apatia, num canto estranguladas.

    São as que os silêncios compreendem,
    as que os silêncios guardam e leem,
    porque ninguém as ouve ou poucos entendem,
    que tanto existe, para além daquilo que veem!

    Fernanda R-Mesquita

     

     

     

  •  Vida em liberdade

    Os sons que esta manhã me abordam
    são música, melodias que as aves me dão,
    são hinos de vontade que com o dia acordam,
    gritando que são…  apenas o que são!
     
    E por que precisam de ser mais?
    Se regem a vida  pela liberdade,
    se seguem em paz pelo mundo  dando sinais
    de que vivem de mãos dadas em igualdade.
     
    Pudesse eu, esta manhã juntar num poema
    os voos, os cantos, as cores, a fantasia
    e o mundo deixaria de viver neste dilema
    onde o sorriso parece viver em agonia.
     
    Respiram a aragem fresca em céu aberto
    e voam em sintonia no ar num elo forte,
    riscam no espaço um rumo certo,
    onde a vida existe por vontade e não por sorte.
     
    Ah, vivo e vibro de extrema felicidade,
    por esta dádiva que a vida esta manhã me deu
    de poder ver correr a vida em liberdade,
    na esperança de que alguém a veja como eu!
     
    Fernanda R-Mesquita
     
     
     
  • APLAUSO!

    ROSEMARIE PARRA!!

    QUE BOM EXISTIR ESTE ENCONTRO VIRTUAL

    LETRAS LIVRES DE CONTÁGIOS

    PRENHAS DE BELEZA E DE SAÚDE!!

    IMPORTANTE PRESTIGIO SAUDÁVEL!!

    BEIJOS DE POESIA QUERIDA POETISA!!

    CHANTAL FOURNET

  • PESADELO

     

    Meus olhos emudeceram diante da TV

    Minhas mãos, tão bem lavadas, se negam a escrever

    Meu sono fugiu de mim com medo do amanhecer.

     

    É um sonho mal ou pesadelo?

    Não consigo responder!

     

    Não posso ir ao supermercado

    Nem as minhas netinhas eu posso ver!

    O mundo está contaminado!

    Por que?

     

    Meus pensamentos se embaralham

    No que os meus olhos não podem ver

    E meus ouvidos gritam: me dêem uma Poesia

    Se não vou enlouquecer!

     

    Dolores Fender

    21/03/2020

  • Gestores

    Invasão de Felicidade
    --- --- -
    Invadido pelos Sentimentos Amorosos
    da Alma das Mulheres – Abençoadas
    com o olhar imensuravelmente imedido
    ua Criança observa o Mundo que a espera
    como um dos tantos mais da Esperança
    que é o estigma que carrega cada rebento
    na busca da Felicidade ainda Criança
    .
    A Mãe – Com o olhar que só Mãe tem
    com a Felicidade que não cabe em Poesia
    nos Mostra a face de Deus Do qual somos
    desde o nascer e enquanto pura Criança
    a certeza que só é possível com a FÉ
    de que somos DELE feitos à Semelhança
    .
    O Futuro... – Ah - Para que preocupação
    ELE É conosco – Segurando nossa mão!!!
    --- --- -
    gaDs

This reply was deleted.
CPP