CONSIGO SEM VOCÊ

 CONSIGO SEM VOCÊ.

A chuva fina lava minhas lágrimas.
Na tarde cinzenta caminho a esmo
Com o corpo entorpecido a alma
Partida sentindo pena de mim mesmo.

Tento esquivar-me quase bruscamente
Das pessoas que andam de encontro a mim.
Soluço sem perceber que me olham criticamente
Como se eu fosse um ser dos confins.

Piso nas poças de água sem me importar
Com o tênis novo que lutei para ter.
Nada importa! _Você deixou de me amar!
Hoje só quero sentir minha dor e meu sofrer.

Entendi finalmente que por não querer ser
A sua bonequinha sem vontade perdi teu amor,
Compreendi que mesmo sem você consigo viver.
Tudo tem um preço? Se tem!... Pago com louvor!

Luly Diniz.
02/04/19.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Maravilhoso!!!! Parabéns!

    Bjs

  • 1786014522?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada pela formatação Safira Saudanha, amei!!!

      Beijos no coração,

      Luly.

       

  • Parabéns poeta Luly. Encantado com a sonoridade das palavras que compõem tua linda poesia.

    • Grata Francisco, encantada estou eu com seu bondoso comentário.

      Beijos!!!

      Luly.

  • Que lindo! Triste mais muito belo. Pura emoção. Aplausos mil

    • Obrigada Norma Silveer seu comeira, é um prazer ter seu comentário, ando adoentada 

      por isso demoro a responder, beijos!!!

      Boa noite....

      Luly

      Resultado de imagem para boa noite e um domingo abençoado

       

  • 1752739810?profile=RESIZE_710x

    • Obriagada Masoaloex pelo seu carinho, beijos no seu coração.

      Adoro seus poemas, são verdadeiramente lindos,

      Luly

      Resultado de imagem para boa noite e um domingo abençoado

  • Uau muito linda tua poesia meus aplausos abraço...

This reply was deleted.
CPP