Vento sereno

Bailaram lentas algumas horas da vida
envolvidas por silêncios que me embalavam
em vazios confusos e sonhos ridículos
aos olhos do mundo.
No entanto eu via nas ruas escuras
estrelas exaltando  possibilidades.
Do denso nevoeiro surgiste tu
vento sereno disposto a ser fogo
na minha solidão.
Dei-te a mão meu amor
que reconheceu a brisa da tua...
um encontro com o amor que cintila até hoje.

Fernanda R-Mesquita

 

 

 

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores Adm

    Lindeza plena de lirismo.

    Belíssimo!

    Aplausos Fernanda.

    • Grata Edith! Abraço e desejos de uma boa semana

  • Gestores

    168402470?profile=RESIZE_710x

  • Gestores

    168398036?profile=RESIZE_930x

    • Muito lindo Marsoalex! Obrogada pela dedicação. Uma boa semana.

  • Lindo e estonteante surgir do amor!

    Amei seu poema, Fernanda! Místico!

    Bom dia! Bjs.

    • Bom dia Mena. Grata. Abraço. Desejo tudo de bom. 

  • Uma poesia plena de sensibilidade e amor. Linda composição.

    • Muito obrigada Lilian. Abraço.

  • Fernanda linda e gostosa de se ler

    poesia maravilhosa parabéns adorei abraço...

This reply was deleted.
CPP