QUEM ME DERA AMOR MEU!

Se eu pudesse neste minuto varrer mundos
Montar nas asas dos ventos alísios
e me pendurar no teu pescoço...
Ah, querido,
sinto tantas saudades tuas
Sem ti meus dias são tão insípidos
Nem o buriti tem gosto para mim
Sinto falta das tuas mãos na minha nuca
Puxando-me para um beijo que não acaba nunca
Tenho na boca o teu gosto de mosto inebriante...
Enlaçando minha cintura num abraço cheio do meu compasso
Me seguindo pelo meu desejo
Me levando à montes altos
Me tomando em assaltos até eu me perder em ti
... E esta distância,
que poe solidão nas minhas madrugadas,
deixando-me exausta, insone,
balbuciando teu nome.
Quem me dera meu amor de todas as horas,
agora,
sem demora,
montar nos ventos e fazer amor contigo
nas pétalas de um cata-vento!

Elisa Salles
Direitos autorais reservados)

UMA TARDE ASSIM...


Quero uma tarde de primavera linda que só ela
Não quero pensamentos tristonhos nesta tarde
Não quero as dores que assolam o mundo de meu Deus
Não quero as lágrimas das crianças desabrigadas
Não quero o desfortúnio dos bombardeados nas nações
Não quero o choro das mães que perderam seus filhos
Não quero o desespero dos pais que não tem como pôr pão às mesas
Não quero a vergonha dos que ainda se envergam ante o preconceito
Não quero...
... Hoje não quero!
Quero passarinhos à pousar no pé de siriguela
e a moça na janela à atirar beijos por quem passar por ela
... Quero uma tarde assim
Cheia da porção de gentileza que ainda há em nós
Transbordante de ternura que acaricia a cerne
e faz brotar sorrisos na boca da gente.
Enternecendo a alma de esperança.
Fazendo corar a face de alegria.
Varrendo do poema toda nostalgia
Uma tarde de primavera assim...
Calma
Leve
E profunda de filosofias simples
E se o amor não vier fazer pouso no colo,
que venham amizades brincar nos balanços da vida,
dando guarida, sarando a ferida.
Quero apenas isso
Não quero a maldade dos homens sangrentos
Apenas uma tarde cheia de poesia,
talvez seja utopia minha,
mas ainda quero uma tarde assim.

Elisa Salles

(Direitos autorais reservados)

Meu Blog

PRECE ( PROFANA?)

Quando toca-me a pele ardente em brasa Com tuas mãos de mármore e veludo... Ainda não me exiges nada_ Dou-te tudo. Finco-me no corpo teu_ Minh'alma cria asa. És a personificação das minhas fantasias
Saiba mais…

UM FIO APENAS...

Há um fino fio a segurar o amor de minha vida...
Tão tênue quanto o amanhã _ Anseia e apavora
Nada ampara. Nada jura. É emaranhar de dúvida
E meu Deus, este "talvez" consome e devora!

E apesar desta perplexidade, vive,fiel a…

Saiba mais…

MAS...

Das dores da vida bem sei eu... Mas também o sei dos risos brancos, francos de mar e ausência de siso! Dos tempos do fruto maduro da mangueira, das ternuras das paixões costumeiras e dos banhos de chuva; sem juízo.
Saiba mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Agosto 5


1) Qual o teu nome completo?

Ana Elisa Salles Santos Pereira


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

05/08/1973


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Serra, Espírito Santo


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Sou técnica de enfermagem, mãe de uma moça de 16 anos, casada. Escritora de poesias, crônicas e contos desde a adolescência.Uso dois heterônimos, Anna Corvo e Helena Maria.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Geraldo Coelho Zacarias


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Concordo plenamente


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

Certamente


10) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

Concordo


11) Deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://https://www.facebook.com/ana.elisa.908132


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

UM... Somos tão " um" Em nossas afinidades, do nosso jeito de ser ( E nos querer) De ficar De ir De permanecer... De tanto ser " nós" quase não preciso mais de mim! Elisa Salles ( Direitos autorais reservados) SAUDADES DE TI... Por onde andas meu querido? Estou curiosa ( A tristeza mudou de nome) Por quais caminhos tens andado? O que tens visto, por outras paragens? Por lá o sol é mais brilhante, a lua mais prateada? Sumiste dos meus olhos Não disseste nada aos ouvidos que eram só teus? Conta-me como vai sua vida,teus sonhos Há novos amores, melhores que o meu? Não diga nada, fica... Procuro não saber das outras bocas que beijaste Das faces que acariciaste, dos cabelos que afagaste Não quero saber das tuas felicidades; sinto muito Deixa-me na ignorância de saber-te amado por outras, mas fica, porque morro de saudades de ti! Elisa Salles ( Direitos autorais reservados)


Minhas fotos

Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 0

Minhas Discussões

Autor em tela

CPP