MIMOS

Criminoso por Amor

Criminoso por Amor

Sou considerado criminoso,
Sem nunca ter morto alguém
Nem sequer sou perigoso,
Foi o nosso amor que matei.

Nunca te dei importância,
Perdoavas, sinto-me mal,
Fingias viver na ignorância,
Fui pior que qualquer marginal.

Cometi um crime vergonhoso,
Por isso sou um criminoso,
Assassinei nosso amor.

Perdoaste-me todo o mal,
Nunca conheci ninguém igual
Voltaste a perdoar, sem rancor.

Francis Raposo Ferreira
25/11/2019

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Sobre

Ainda que vivendo "um dia de cada dia", acabamos, muitos de nós, a não perceber que o Mundo Gira... O relógio do tempo não para... E assim, pela correria do dia-a-dia, deixamos de brincar com os Filhos que crescem...

Deixamos de dizer aos Avós, Pais, Filhos, Netos, Amigos, Semelhantes outros o quanto dependemos uns dos outros... Que vivemos em função da existência do outro...

E... Nos esquecemos de Homenagea-los, seja com u'a singela Flor (a qualquer dia, e não apenas em seus Nívers)... - Seja com um "Alô - CVV = Como Vai Você! - Seja com um Mimo por mais singelo, em forma de Poesia.

É neste sentido, que este Blog - sem cronologia de tempo, visa deixar aos Poetas da Casa, Mimos a eles destinados, sem a preocupação da retórica... da semântica... SIM com a preocupação unica e prioritária de dizer de Algum Modo: CVV - TA = Como Vai Você - Te Amo!!!

CPP - Todos Nós

(( em constructo ))

SSOQA

SSOQA (construindo...)

CPP