Inspirações

Ausência saciada de Viver...

“Nesse meu corpo um mundo inteiro deixastes-me” (Marisa Costa)

 

Ausência repleta de viver... 

 

Se vinhas ter comigo

Tudo podia acontecer.

Tlas e telas Portinari.

 

De vestido rendado,

Fendas sensuais esvoaçantes,

Passeando contigo, loucura fingia ser normal

 

Relembrança aplacando, incendiando-me?

Doce amar furioso de saudade?

Tanta coisa mais...

 

Já não “tô” nem aí

com o que me consome.

A dor? É minha. Deleite idem.

 

Se sentires sangrarem emoções

Dor de ausência sacia-se de viver.

Embriado coração, se partido, há de colar-se.

 

Marisa Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP