AUTO-AMOR

 3759773327?profile=RESIZE_930x

Formatação por Safira Saldanha

 

 

AUTO-AMOR



Eu não preciso me tocar pra me amar, mas eu me amo

Quando me olho no espelho e vejo em meu sorriso

O riso negro de meus ancestrais

Em meus cabelos desde a raiz

A força da raça de meus pais

E a essência de minha melanina

No brilho de minha tez.




Eu não preciso me tocar pra me amar

Mas eu me toco, me sinto e me amo,

Na minha sensualidade pura

Na mistura, na encarnação da verdade

Do meu auto-amor.




Eu me amo e isso excede o físico, a razão, a moralidade.

Eu me amo porque me basto, me faço, me acho

Me recrio e me satisfaço em ser o que sou

E gozo em mim meu viver...

 


By Nina Costa, in 07/12/2019.

Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Nina Costa

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Uau! Que coisa singelamente linda de se ler e meditar! Meus parabéns, minha cara poetisa! Deus te abençoe. 

    • Obrigada,  amigo poeta! 

      Gratidão por seu carinho em ler-me e agraciar-me com seu comentário!

      Beijos!

      Nina 

  • Gestores

    3703800148?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada, Marso! Beijos!

  • Líndíssima composição e imagem!

    Uma Obra Prima.

    Aplausos!

    • Obrigada, Júnior, amigo poeta!

      Gratidão pelo carinho de sempre!

      Beijos!

      Nina Costa

  • Gestores

    3759776102?profile=RESIZE_930x

    • Linda formatação, preciosa amiga!

      Obrigada por embelezar meu texto com sua arte!

      Beijos!

      Nina Costa

       

  • Gestores

    3759773327?profile=RESIZE_930x

    • Linda!

This reply was deleted.
CPP