Capricho do Cio

 

 

 

Resultado de imagem para gifs capricho do cio

 

 

 

Aprendi a ser teu

unicamente

sem rompantes de culpa.

E de outras coisas me apercebi

para entender melhor a mudança:

tal como ouvir os guizos do silêncio

no prenúncio das manhãs

ou arremedar o orgasmo noturno

embalado na cadência das marés.

 

Sentir a ogiva do teu corpo

esparso na embriaguez do beijo anunciado

sensível aos arrepios das gramíneas

a violar o segredo da tua carne

insinuante e incendiada

ao capricho do cio que emana dos teus poros.

 

Nativo da tua chama

ensaio a dança que une o ventre

serpeia tuas curvas luzidias

e cinge meu santuário de espasmos

onírico e tão real

qual a luz bruxuleante

que beija a face da lua.

 

 

 

 

 

 

Rui Paiva

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Menestrel. Felicitações por mais uma bela realização assaz lúbrica. Um extraordinário coquetel oferecido aos seus fieis leitores.

    • Sam Moreno, minha escrrita fiicaria órfã sem teus polidos e estimulantes comentários!

  • Belo e tocante seus versos sensuais!

    Aplaudo de pé!

    Bjs

    • Grato pelo carinhho, Ciducha! Bjs

  • Gestores

    Versos bem elaborados. Soa a leitura magnânima.

    • Obrigado pelo carinho, Margarida!

  • Gestores Adm

    Poema caprichosamente lindo.

    Parabéns Rui pela linda poesia.

    Reverências.

    • Grato por honrosa visita e estiulante comentário, Edith!

  • Olá, poeta
    mais uma vez teu texto veio caprichosamente feito a tinta de ouro !
    Magnifico!
    Meus parabéns
    Paz e luz sempre

    • Envaidecido por teu caprichoso comentário, Ana!

This reply was deleted.
CPP