Cócegas na Alma

 

 

Resultado de imagem para gifs poeta criando

 

 

 

Rupturas de um sereno estado emocional

interferências que deslocam os pensamentos

lampejos que se dispersam ante o ocasional

ansiedades que nos bloqueiam direcionamentos:

tudo preenche o rol de minudências – bem salientamos –

que engasgam o vocábulo prestes a vir à tona

no marasmo das horas que mentalmente recriamos

para dar azo ao verso que em nossa veia sazona.

 

Pássaro que se esbate na clausura da vil gaiola

assim que se resume o poeta em ação estagnada

quando o seu cântico algum contratempo viola

na composição de sua criatividade ora isolada.

Seja a hora de planejar pertinente e súbita mudança

cativar elementos que se introduzam à paz e à calma

refazer o cenário até onde o nosso imaginário alcança

solenemente produzir afetuosas cócegas na alma.

 

 

 

 

 

 

Rui Paiva

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Muito interessante a imagem e o seu título.

    O "rol de minudências" de cada um é infalível.

    "Cócegas na Alma" são poucos sábios que conseguem.

    Os poetas e artistas devem fazê-lo com facilidade.

    Bela composição Poeta Rui.

    • Muito grato por afetuosas palavras, Margaida!

  • Gestores Adm

    Eleger prioridades é o x das questões exitênciais.

    Lindíssimo e reflexivo poema, Rui.

    Meus aplausos!

    • Obrigado, querida Edith!

  • Impresionatemente bom, profundo, tocante... Desgarrador.

    Tudo é diferente , olhamos e valorizamos todo de outra forma, quando o acessório passa a segundo termo...

     E o fundamental se faz mais presente ainda.

     As prioridades são outras.

    Faz bem escrever sobre todo isso, amigo meu.

     Faz muito bem.

     Meu abraço.

    Parabéns!

    manosfloresparati.gif

    • Envaidecido mediante tocantes palavras de estímulo, querida Nieves, Sereia dos mares d'Espanha! Meu abraço cordial!

  • Eu reconheço que possuo o livre-arbítrio para fazer cócegas na alma. Gosto de ver a alma sorrir e, caminhar pela alameda do encanto! Quer saber, isso me deixa feliz. Você tem o poder transformar palavras, pensamentos, sentimentos em poesia.

    • Sam, meu Notável, emociona-me saber que tenho esse poder e que a poesia é o substrato do que produzo! Avante, evoé, anauê!

  • Que bonito amigo Rui!! depois de ler isto, quem não fica com cócegas na alma? Demonstra um grande à-vontade com as palavras. Colocadas com a precisão de quem lê muito. Sabe bem o que faz e sente vaidade. Acho muito bem ser-se assim.Aplausos mais uma vez, encantada, abraços.

    • Como bem o disseste, amiga Cristina, desde criança debruço-me diante da leitura,, adoro ler, fascina-me, e isto me ajuda a colher pérolas para adornar o meu imaginário! Tua leitura me apraz e teu comentário me estimula! Abraços.

This reply was deleted.
CPP