Inspirações

DELÍRIOS DE UM POETA

3702238738?profile=RESIZE_710x

DELÍRIO DE UM POETA

Escreve no espelho d'água,
partículas de sentimentos,
mágoas do interior,
âmago de amor insano,
Beijos palpáveis,
Prazer e tormento,
Metáforas amáveis,,
fingimentos concretos,
abstratos sólidos
que não é, nem será.
Encena sorrisos,
dóceis, completos;
sendo causa, se faz efeito.
Seu lar ... tantos lugares,
De Olinda a Bagdá.

Meticulosamente preciso,
precisa se imaginar
ser túneis, hangares,
futuro passado,
passado presente;
transpor utópicas pontes,
se afogar em fontes
turvas, anfíbias,
poesias agudas,
romântica hipocondria.
olhar muda,
ilógicas certezas.

[gustavo drummond

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Minha gratidão aos queridos co-irmãos poéticos pelo incentivo.

    Uma  noite  serena.

  • Gestores Adm

    1837379946?profile=RESIZE_710x

  • Um Poema de Excelência. Você cita metáforas e estas florescem como as Flores da Primavera. Um show realizado com as palavras e versos onde passas sua mensagem com a inteligência verbal da lingua portuguesa.

    O autor escreveu  estes lindos versos abaixo e mostra sensilidade à vida.Bem conceituado acerca da vida como ela é, mas, em formato de Poesia.:Os trocadilhos dos versos, em minha humilde opinião significa "O Presente" Certo Poeta....

    "precisa se imaginar
    ser túneis, hangares,
    futuro passado,
    passado presente"

    O Título  do Poema DELÍRIO DE UM POETA bem retradado em toda a poesia.

    Parabéns amigo das letras, por mais esta bela obra, que não precisa de quaisquer comentários e: Apenas dizer: Que lindo Poema,  e basta.

    Caro Gustavo

    abraços de Antonio Domingos

  • Gestores

    2569963?profile=RESIZE_710x

  • 3619244?profile=RESIZE_710x

This reply was deleted.
CPP