Inspirações

Fim de viagem -Desafio poético-primeira interpretaçao)

Fim de viagem

 

Hoje meu viver é um luto só.

Não tiro proveito dos acasos da vida

Não tenho motivo, pois serei pó.

Os dias deixam-me desmilinguida.

 

Minha jornada foi destruída

Cada dia morre um pouco de mim...

Foram-se os sonhos...expiraram sem vida.

Resta esperar do viver, o fim.

 

Olho para trás vejo fracassos

Salientam-se mais que as vitórias.

Sem esperança sigo em passos lentos,

Não almejo regozijo, nem glórias.

 

Entorpecida pela dor tamanha

Pasmo distante com uma miragem

Sobre a descolorida montanha

Acenando que chegou ao fim da viagem.

 

Márcia A Mancebo

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Poema triste, mas bem elaborado. Parabéns Márcia.

  • Sentí seus versos como se fossem meus, amada Márcia.

    Descreve a VIDA... Nos momentos ruins de nossa existência.

    Mas no balanço, há mais éxitos que fracassos.

    Os suos são magníficos.

    Triste, profundo e real poema.

    Aquéle abraço, minha linda.

    Força!

    Temos días e dias...

    Mas eso também é viver...

    E vale a pena.

    Parabéns!

  • Adm

    Esta versão aqui é triste, o eu lírico se volta para a dor, para os momentos de profunda angústia.

    Entetanto não deixa de ser lindo.

    Parabéns, querida.

  • Obra impecável e o desenvolver é bem sugestivo!

  • Momentos que temos que esquecer, continuar buscanto os sentidos plenos da vida

  • Muito triste e ao mesmo tempo lindo!

    Aplausos,querida Marcia!

    Bjsssssssssss

This reply was deleted.
CPP