LISBOA

LISBOA

 


Lisboa, esta cidade tão bonita
Que o rio Tejo namora à descarada,
Não tem trajes de gala, veste chita
Mas para receber é bem prendada

 

Encheu recentemente as suas ruas
De gente que aportou de todo o mundo!
E mostra essas belezas que bem suas
Fazem sentir por ela amor profundo


Sobe até ao castelo... de onde vês
O centro, o coração, a sua espinha...
A Praça do Comércio ali aos pés
E tanto do que tem... que se avizinha!


Verás da Liberdade, a avenida,
O Carmo e a Trindade, tudo à vez...
São Pedro e sua zona bem florida
Que fazem o deleite do Marquês


Praça Dom Pedro Quarto e a estação
(Rossio de seu nome) em belo traje
A zona que escolheu por eleição
Esse poeta enorme, um tal Bocage!


Depois desce a encosta e saboreia
O tanto que há na Baixa Pombalina...
Prossegue. E a tua alma presenteia
Com tudo o que vais ver noutra colina


Camões e o Chiado onde se entoa
Bem perto, em Bairro Alto, o velho Fado
Saúda, bem feliz, nosso Pessoa
Na estátua onde se senta no Chiado


Tantos quadros verás, tanta aguarela,
Que levarás a alma bem repleta!
Basílica e Jardim verás na Estrela
Ficando inda bem longe a tua meta...


Jerónimos (Mosteiro), Belém (Torre),
Todo o jardim em volta e monumentos
E não cessa o deslumbre, não te morre
Por tudo o que irás ver nos teus momentos


Das Águas Livres o velho Aqueduto
(O que trazia a água prá cidade)
Tudo dará assim seu contributo
Para que ames Lisboa de verdade


Saldanha e a República (avenida)
agora com mais espaço pró peão
Ao Parque das Nações vai de seguida
E leva-nos na alma e coração


Mas volta, volta sempre! E um sorriso
Trá-lo contigo, sempre bem rasgado!
Há muito mais pra ver e é preciso
Mostrar-te esta cidade "em tons de Fado." (*)


(*) verso de João Baptista Coelho: "Lisboa, uma cidade em tons de Fado"


Joaquim Sustelo

(editado)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Que poema encantador!!!!

    Lisboa deve ser uma linda cidade.

    Portugal, terra dos meus avós maternos 

    Parabéns, Joaquim.

    Bjs 

  • Uma canção Poema a bela e referenciada Lisboa.

    Lembrei-me de meus avós e do fado....

    Quantas belas rimas em seu Poema.... O povo português fala uma língua portuguesa de forma mais culta assim eu penso. Os tempos verbais são corretos e bem soam 

    Enfim, uma Belíssima Poesia em homenagem a Lisboa de tantos fados cantada 

    Parabéns pela publicação

    Abraços de Antonio Domingos 

    • Muito sensibilizado pela apreciação, envio um abraço amigo Antônio Domingos.

This reply was deleted.
CPP