O poeta e o anel

O poeta e o anel

7824987900?profile=RESIZE_400xestavamos dentro de um tunel escavado a alguns metros abaixo do solo,com os aparelhos modernos foi dedectado varios objetos.levamos para o laboratorio para tentar recuperar os objetos em sua origem.todos objetos restaurados foram catalogados e feito pesquisas.analisando o tempo, a forma, o povo,depois desse processo mandamos para o museu,onde ficarão expostos.sou responsavel pelo artefatos achados e restaurados.mas uma coisa me chamou atenção.antes de enviarmos os objetos ao museu.vi um anel de brilhantes,lindo,datado de mais de 5.000 anos.Achei impossivel tanta beleza num anel.pensei vou tentar colocar no dedo para ver se serve, incrivel, serviu.e varias cores foram brilhando, brilhando até que fui levado para um portal para outra dimensão.voltei a 5000 anos atraz.me encontrava dentro de um castelo, e quando fui caminhando vi uma linda mulher com o mesmo tipo de anel em seu dedo.fechei os olhos por uns instantes e depois abri, mas nada mudou.aquela mulher misteriosa continuava perto de mim.estavamos muito próximo e o brilho dos aneis começaram a emitir varias cores parecendo um festejo na qual nunca vi antes.perguntei a mulher majestosa o que esta acontecendo.ela falou hoje é a festa do nosso casamento.eu falei impossivel.ela sorriu e me abraçou.amei aquela mulher sem saber a razão, ela me amou com a mesma intensidade, dai compreendi que os aneis eras chaves para os portais do tempo.mas vi aparecerem numeros assim : 01:00.lembrei dos meus estudos de arqueologo.compreendi  restavam apenas uma hoara para tomar uma decisão,ir para 5.000 anos no futuro onde é a minha data correta,ou permanecer 5000 anos atraz naquele lugar.ouço  uma voz assim : vai começar o casamento, eu e aquela mulher maravilhosa fazia parte do matrimonio,casamos e se beijamos, e apareceu em varias cores assim : 00:05 faltava apenas 5 minutos para tomar uma decisão.podia acionar o anel e voltar para o tempo correto onde vivia, mas eu era solitário, sem ninguem para amar.resolvi neste tempo ficar.depois as cores sumiram, os anéis tornaram normais.formamos um belo casal. e nunca mais no assunto toquei.amei e fui amado e o resto não importava mais.os portais do tempo se fecharam para sempre.mas o mais importante que o poeta encontrou sua amada numa data retroativa,com festa e com toda comitiva

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Parabéns Davi por teu texto!

    • Angelica

      Grato

      Davi/Guardião do amor

This reply was deleted.
CPP