OUTONOS

OUTONOS

 


Amigo, é natural em dia de anos
dizeres: faço "tantas" primaveras;
depois te cumprimentam bem ufanos
alguns até te "cravam", o que esperas?

 


Prossegues na contagem sem sentir
que um tal passar dos anos é veloz;
se a vida te for grata e te sorrir
num pouco estás no grupo dos avós.

 


Cuidado, no entanto, não te iludas!
Nem sempre somos reis em nossos tronos.
Faltar-te-ão as forças; e há ajudas...
Tu contas primaveras? São outonos.

 

Joaquim Sustelo

(editado em COMO UM RIO...)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    10761997872?profile=RESIZE_584x

  • Olá:

    Simplesmente, somos obrigados a divulgar nossa esperança, de que um dia após o outro,ficamos mais velhos.

    No entanto, se aqui chegamos, é porque estamos "vivos" e este é o maior presente que podemos agradecer a quem nos criou.

    Bela e verdadeira poesia.

    Parabéns

    Abraços

    JC Bridon

  • Pura verdade....

    Parabéns por lindos versos Joaquim Susteio

    Abraços de Antonio Domingos 

  • Boa mensagem. Valeu a leitura. Abraços

This reply was deleted.
CPP