POEMA BREVE

POEMA BREVE

 


O tempo ao pé de ti voa, ligeiro...
Prende-me o teu sorriso e o teu olhar.
És como a flor mais linda de um canteiro
À tarde quando bate a luz do sol
E fica a refletir até ao arrebol
A luz que a faz brilhar

 

 

Mas quando vais de mim fica a saudade
Que se adentra na alma e me deixa assim...
Envolto em pensamentos, na vontade
De dedicar-te poemas... meditando
Quando virá um outro dia... quando
Vou ter-te de novo ao pé de mim?

 


Joaquim Sustelo

(editado)

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP