Inspirações

Quem dera?


Quem dera ?

Depois do sol, vem a noite infinita

trazer-me recordações para mente

fazendo com que deslumbrantemente

reveja a tua face tão bonita!

 

Minh'alma de saudade, chora, grita,

Sem entender o êxtase e, somente

a saudade que é delirantemente

d'um passado sem ter a alma, tão aflita.

 

Mas, quem dera que o tempo retroagisse,

e não chegasse a insolente velhice

pra trazer essa funda dor no peito.

 

E, tudo que um dia fora desfeito

Outra vez fosse unido com um nó

forte, que desatasse ao virar pó!

Márcia A Mancebo

(11/01/19)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP