Inspirações

SEM RANCOR

 

 

 

Resignada ela segue rompendo a cinza paisagem

Levando em cada mão uma rosa vermelha

Veste-se de paixão pela vida

E espalha pétalas mapeando o caminho 

E mesmo com o coração sangrando

Caminha serena doando carinho

Nada leva consigo

Além das duas rosas ( dois lados de um só coração)

Que despetala e colore o cinzento caminho

E nunca se curva em meio as pedras de tropeço

Pois cinzenta é a vida 

Daqueles que não espalham amor

E seguem sem rancor 

De volta ao eterno recomeço!

 

ANA LUCIA MENDES DOS SANTOS SAMPAIO

CLARA FÊNIX

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Flor /Amor/deserto /perdão

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP