Inspirações

Uma Árvore Diferente

Uma Árvore Diferente

Ultimamente, eu tenho sonhado bastante e, neste último sonho, sonhei que plantava arvores diferentes e que, meu coração era de terra, terra roxa, terra preta e, alguém me disse que: - Se um dia eu quisesse plantar saudade, que escaldasse bem a semente, plantando num lugar bem seco, onde o sol seja bem quente, pois, se plantar no molhado quando crescesse mataria a gente.

Vi e ouvi muitos artistas, cantadores, violeiros e poetas falando sobre saudade, da dor que a danada causa e de sua crueldade. Meu resumo é mais miúdo é a lembrança de tudo que faz falta de verdade. Eu tenho vários pés de saudades plantados no vaso do coração, adubado de lembrança e regado de solidão, vejo as raízes se espalhar sem poder respirar vai bater no pulmão, saudade é uma pessoa que aluga nossa mente sem contrato de aluguel sem nos pagar mensalmente e ligeiro se revela que a gente mora nela e ela mora na gente. A saudade é como coelho, como uma praga (a tiririca) que espalha na mente feita alergia, quanto mais à gente coça até parece que dá cria, uma doença comum, que atinge qualquer um que já foi feliz um dia, há quem viva nesta vida poupando tudo o que tem se preocupando em deixar carro, moto ou outro bem, mas lhe digo uma verdade bom mesmo é deixar saudade no coração de alguém. Tudo evolui pro bem da sociedade dir-se-ia estar curando tudo quanto é enfermidade, mas até hoje eu duvido que tenha inventado um comprimido pra aliviar a saudade, eu penso que seja cruel e, não ajo com preconceito, pelo menos nesse ponto eu admiro seu conceito, baseado em igualdade tem um tipo de saudade pra todo tipo de peito. Falando de peito, se abrir um coração e virar pelo avesso, tem um mapa do tesouro que ninguém conhece o preço, tem rua, bairro e cidade, a final toda saudade tem um nome e um endereço.

Buenas...,

João Carreira

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3684339?profile=RESIZE_710x

    • Obrigado Marsoalex

      Dr. Carreira

  • Gestores Adm

    Excelente texto, João.

    Aplausos por mais esta obra partilhada aqui, na Casa.

    • Obrigado Edith

      Dr. Carreira

  • Gestores

    3695883292?profile=RESIZE_710x

    • Minha linda poetisa Angélica - saudades.

  • Muito lindo o primeiro parágrafo, extremamente poético,metáforas criativas,prosa belíssima.Saudades,como lidar e administrar este sentimento de falta de algo ou alguém.......

    Um texto muito bem escrito que transfere os sentimentos do poeta ao bom entendimento de leitor, uma marca sua escritor e poeta João Carrera.

    Admirei demais da conta todo o desenrolar do texto e copio abaixo a belíssimo desfecho do poeta.

    ""Falando de peito, se abrir um coração e virar pelo avesso, tem um mapa do tesouro que ninguém conhece o preço, tem rua, bairro e cidade, a final toda saudade tem um nome e um endereço"".Uma afirmação poética na qual demonstra que o poeta tem uma conclusão a ser ofertada ou dada ao leitor para reflexão

    Parabéns amigo,

    Abraços, Antonio Domingos.

    • Obrigado Antonio,amo escrever, mas o tempo está a comer minhas letras, minhas palavras e, eu, com saudades da nossa casa a "Casa dos Poetas"

      #JoãoCarreiraPOeta

This reply was deleted.
CPP