Canino olhar

 

Descobri pelo faro meu melhor amigo

Ladrou, ladrou até morder a indiferença

Do mundo ode se assanham os adulados

Gestos vorazes comendo os restos de

Um uivo caindo acovardado

 

Descobri nesse olhar canino seu

Latido mais amigo

Deixei-o a ladrar de contente desatrelado

Amigo de estimação com quem convivo

Todo dia afeiçoado

Frederico de Castro

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Maravilhoso, Frederico! Minhas revências! bjs

  • La imagen puede contener: texto

  • (...) " Ladrou, ladrou até morder a indiferença " (...)

    .

    SIMPLESMENTE UAUAUAUAUAU - Fred Poeta Menino dos Talentos Mils D'Além Mar!

    NOSSOS APLAUSOS por esta Inspiração e pelas tantas outras que comPartilhas conosco nesta Casa dos Poetas!

    SKMA - gaDs

This reply was deleted.
CPP