Posts de JoséCarlos Ribeiro (39)

Dentro do silêncio ouço a tua voz

Meus pensamentos se sussurram quando  se lembram de ti

Tento me calar, mas os meus sentimentos gritam

Os sentidos se agitam

É aquela paixão que acontece de repente

Me faz ficar demente, contigo de frente

Em palavras pluralizo o amor somente para você

Sinto-a dentro de meu coração

Os meus olhos para telá tomam a ação

A amo de um jeito que nunca amei

Choro por você, isso à minha alma eu confessei

És o amor de minha vida que sempre imaginei 

Senti todo seu amor quando em meus braços a peguei e loucamente a beijei

Autor: José Carlos Ribeiro

16/07/2017

Imagens google

http://www.altamente.org/wp-content/uploads/2016/04/casal-romance-flerte-relacionamento-parque-apaixonado-amor-paixao-pegada-ficantes-beijo-atitude-1386364140657_615x300.jpg

http://ameninamulher.com.br/wp-content/uploads/2014/08/beijo-perfeito-treine27499.jpg

- https://youtu.be/90c1zWclXCM
Saiba mais…

Nossos olhos dizem coisas de amor

Instantes  sai de dentro de nosso olhar eu te amo loucamente

Imaginações fertilizam da mais bela paixões

Nossos olhos dizem coisas de amor

Somos sentidos e sentimentos que se fundem em algo belo

Flores nascem do inverno dos teus lábios, beijado por minha boca

Elo se entrelaçam dos ventos

Nada se mistura com os tantos de onde refletem as sombras

Aquele tudo vivenciado do leito, um silêncio grita dentro do peito

Murmura-se  os desejos extraídos de nós

Intensidade de um amor elevado, um pelo outro loucamente amdo

Te amarei por toda a vida até o fim,  de todo o jeito, amo-te assim

 

Autor: José Carlos Ribeiro

06/07/2017

Imagens google

Saiba mais…

Cores dos entanto ovacionando coisas dos teus olhos

Cores dos entanto ovacionando coisas do teus olhos

Todo meu pensar é direcionado a imaginação

Aquele imaginar, nele esta somente você

Olhar que se revelam, se a geiam dos sentimentos

Olhos alteiam-se dos aforas imantes

Se conduzem dos avaros os vinis

Uma reta de onde vem os ventos

Levam nossos sentidos por uma direção

Onde encontra-se o nosso coração

Almas que se completam

Um amor reentrante dimensionado

Um pelo outro somos loucamente apaixonado

Autor : José Carlos Ribeiro

03/07/2017

Imagens google

https://youtu.be/9RxCyhW6gGs

Saiba mais…

Quero seu amor dentro do meu coração

Aquela imaginação que candeia de um anil manto

Gritam os instantes, os ventos trazem os seus ecos

Saciam se os olhos onde pondera os ais tantos 

Pétalas se candura dos atais de um tudo

Instantes amaciado do elos avais

Um mar que ladeia seus olhos para com as aguas

Leitos que se encontram nos rios vivais     

Névoas do entardecer se pranteia dos  avaros andais

Em beijos aplicamos os sentidos bocais

Nossas bocas se beijam, deliciosos desejos labiais

Coisas que foram falada sem o silêncio nada dizer

Meu amor prazer

Somos dois que se amamos numa eminencia paixão

Amo-a  mais que tudo, é o meu mundo, minha doce fascinação

Quero seu amor dentro do meu coração

Autor: José Carlos Ribeiro

24/06/2016

Imagens google

Saiba mais…

Naquele noite quando a beijei

Naquela noite quando a beijei, senti seu corpo todo ele folgante

Era sua fúria de desejo me pedindo, leva-me para cama

Me apavora, me insana, me devora, me ama

Meu amor suga meus sentidos, dedilha cada pedaço de meu ser

Quero sentir cada instante desse nosso louco prazer

De um jeito todo preliminar comecei a te amar dizendo coisas  em teu ouvido

Beijo teus seios, descendo até seu umbigo

Teus gemidos, ouço, faça tudo comigo

Toco com a boca em tuas coxas, sinto algo quente, aquele cheiro faceiro

Sinta o odor de meus delírios, escorrendo fértil mente, estou saciada demente

Toda molhada, se sussurra, fala baixinho continua me amando

 Loucamente, ama- se completamos daquele jeito  em um gozo perfeito

Autor: José Carlos Ribeiro

21/05/2017

Imagens google

<

<

Saiba mais…

Nessa noite, somente eu e você

Somos mais que vontade, dentro de nós grita os momentos

Um mundo somente meu e seu

O prazer nos chama, venha para mim, ama-me de um jeito sem fim

Me beba com um vinho, mata a fome de meu corpo

Teu respirar Incessante me pedindo, aos poucos me invadindo

Mãos que se deslocam, tocando em cada pedaço de sua feminilidade

Louca paixão, louco amor, louca sedução

Aquela chama que nos enfurece, nos estremece

Em silêncio, palavras aos meus pés do ouvido

Serei sua escrava,  de sua serva me faça

De beijos me devassa

Gestos que nos fundem em um desejo, vamos se aprofundando

Um do outro se degustando

Nossas peles se tocam aquele instinto carnal

Gemidos que exalam  os atos saciantes, amantes

Sussurram os loucos ensejos que se amamos

Um amor extasiado expedido por nós

Aquele molhado regendo o fulgor que nos ativa em um soberano desejo

Autor: José Carlos Ribeiro

16/05/2017

Imagens google

Saiba mais…

Nas flores esta a nossa saudade de se amar

Lindas manhãs, os ventos se tocam enaltecendo as penumbras do alvorecer

   Se proliferam os alecrins de outono, aquele belo alvor

    Sentidos gritam, meu corpo quer você, preciso senti-lo

      Uma saudade me domina querendo você  

        As cores da alvorada aparecem, vai pelo  caminhos das luzes

           Acordei me senti pleno vendo as borboletas se néctar das violetas

               Instantes agi-vos  onde algo se com tia , Lírios  que agem com a linda veracidade de seu branco  

                         Ouvia-se os encantos dos pássaros,  as magias dos sábias

                               O belo azul dos sanhaços cantando em compassos 

                                    Fortalece os avais das telepatias que vem da aterás das pétalas, o pensar

                                        Nossas mentes si vão pelos infinitos ao alcance dos pensamentos

                                              Nas flores esta a nossa saudade de se amar

                                                   Aflore cem em brandos o que ainda viveremos

                                                              Sentimentos movido pelo tempo onde o amor é tocado em tons de vida

                                                                                                  Você e eu

 

Autor: José Carlos Ribeiro

09/05/2017

 

Saiba mais…

Noites arejadas pelo nosso amor

Linda manhã

Aquele sereno caindo sobre os campos

Eu e você a gente se ama

As nuvens se abrem tocada pelos ventos

Outono as folhas de nossos olhos se enaltecem

Sinto o silêncio vindo dos becos,  flutua os pensamentos

Um quanto plantado pelos apegos, os meus olhos ouvem as flores

Destino se arrumam, cala-se nos altos os gritos

Sentidos se alheia, encontra-se no nosso amor

Rosas do tempo que nasce de nossas bocas

Lábios beijados, pelos desejos tocados

Somos as cores pintada pelas relva do  entardecer

Noites arejadas pelo nosso amor

Sinto teu corpo tocar aos meus, se pegamos, se beijamos

Loucamente se desejamos

Gostosa madruga de amor

Autor: José Carlo Ribeiro

06/05/2017

Saiba mais…

Nosso outono de amor

Uma linda tarde onde o sol  de outono  se áurea

Toco em teu corpo em silêncio, sinto teus anseios dentro de mim

Essa vontade tamanha de você meu amor

Quero você aos poucos, falar que eu te amo

Tudo se faz em nós,  vou te amar por toda a vida

Seguirei teus caminhos na direção dos ventos

Necessitamos um do outro preciso do calor dos teus abraços

Estar sempre com você lhe amando

Aos pouco eu te beijando os desejos de ti  vivenciando

Essa tua boca fogosa, em beijos me laça

Esse teu cheiro de mulher, doce criatura que me mordaça

Se amamos, linda tarde de alvor

Nosso outono de amor

27/04/2017

Autor: José Carlos Ribeiro

Imagens: google

Resultado de imagem para NOSSO OUTONO DE AMOR

https:

Saiba mais…

Te amo, seja para sempre na vida minha esposa e mulher

Beijam se os sentidos, uma flor que nasce de tua boca 

Aquele outono regado pelos nossos beijos ventos vitalícios que sai de nossos corpos

Tocando nos lábios pelos tempos beijados, venha dentro de mim me amar

Um planto que grita saindo dos teus olhos serenos

 Campo de onde vem algo velejando dentro de nosso olhos

Aquele cavo se cantei-a dos incomuns atalhos

Somos fados, somos tantos, somos o aquilo, somos  paixão

Revenerado pelo amor, algo trazido  da essência sedução

Um amor que sinto por você, mais que emoção

Sempre te mar, sempre te amei, sempre eu te amarei

Em meu coração você sempre estiver

Te amo,  seja para sempre na minha vida esposa e mulher

Autor: José Carlos Ribeiro

23/04/2014

Saiba mais…

Sinto toda você

No quarto eu e você , a cama nos chama loucamente a gente se ama

Nossos corpos gritam o desejo! Sinto toda você

Se entregamos numa fogosidade sem vaidade

Toco em tua pele, sinto teus fados

Nossas bocas se pedem, loucamente se tocamos

Em fulgor se amamos, se contagiamos

Lhe abraço,  sinto seu coração todo querendo se entregar

Em cada momentos, em  segundo em compasso e te amar

Suspirante você  dizendo, venha me pega, com teu amor me rega

Com teus desejos me decifra, me caliça, fala que sou sua ama

Em palavras me aclama, meu doce coração

Diz coisas de amor, ama-me nessa prazerosa sedução

Autor: José Carlos Ribeiro

21/04/2017


Saiba mais…

A saudade chora dentro do meu corpo

Muitas vezes olho para o tempo, aonde estar você, pergunto ao meu senso

Intensamente eu a amo, mas o destino foi  cruel

A saudade chora dentro do meu corpo

Acordo nas madrugadas  sinto a falta de você

Noites frias abaladas pela tristeza que não ter fim

Manhãs de solidão sem alvorecer que chora

Minha vida esta complexa nela a dor se anexa

Estou tão in saliente, vivo essa dor demente

Friso um tudo até o meu silêncio esta mudo

Te amei, coisas a ti eu jurei,  o meu amor a você sempre eu me dediquei

Vivo em  um universo magoado não sou mais amado

Hoje estou em um vazio amargurado isolado!  sofrendo

Essa desilusão vivendo, aos poucos morrendo

Autor: José Carlos Ribeiro       

13/04/2017

Saiba mais…

Sinto o cheiro do seu amor

Sinto o cheiro do nosso amor

Cantos que traduzem um olá, desprovido dos amantes ecos

Avantes se perdem dentro dos nossos olhos em amor

Aliasse os sentidos das ancoras que trilha indo pelos caminhos

Olhar infinito  desdobram dos mentais,  se guiam pelos pensamentos

Outono  grita as folhas quando elas se desligam do caule

Flores ocultas  desabrocham não escondem seu perfume

Lábios beijado pelo destino por onde vai

Chuva que se arrasta pelos ventos molhando a terra

Altar rezaste os empíricos fluentes dos leitos onde os encostos não se alinham

Um pleito vem,  planifica das retas indo pelos gongas atais do coração

Luzes que não se apaga  refletem da penumbras de nossa paixão

Autor: José Carlos Ribeiro

 

Saiba mais…

Gritos das manhãs  alcançam as alvoradas, desmarcando as cores das auroras

 Um todo onde nos amamos, o inicio sempre renascerá dos sentidos, horas,

Dias que se vai trazendo os ventos até perto do cais, somando-se as águas dos leitos de nosso olhar

 Passam as sombras que caminham pelos pedaços onde os fragmentos se completam

Olhos  que nos guia perante aquele tudo onde o é conceito de puro desejo

Lua clareia aquele canto,  as luzes se penumbra nos letais do aquilo que se vai

Saudades de um amanhã  tudo fica do ontem,  pensar extremos as imaginações

Vira-se o destino de onde os olhos se galguei a na elasticidade de um Brando

Avassala-se dos tempos que se tocamos, tempo vem dos áridos se portanto dos aluviais

Ares respirados por nossas bocas onde beija-se o amar    

Eu já não sei o que será, nem o que é mais,  os provérbios se fazem da vida 

Os verbos cabeiam dos laveis que não se plagia, os pensamentos  se ofusca da dor

Lembranças  traçam nas entrelinhas em busca da verdadeira hermenêutica do amor

 

Autor: José Carlos Ribeiro

06/04/2017

 

Saiba mais…

Para sempre irei te amar

 

 

Sentidos  que refletem dos corações
Sentimentos se multiplicam das emoções,  somando-se ao amor
Lua da noite  que caminha junto as estrelas
  Olhar se tocaram resplandecentes

Penumbras entram pelos atos  florescentes

Ondas da vida  desdobram do oceânico viver
Olhos adivinham nosso querer se olhando se amando
Lu rias  levitam nas altitudes de nossas bocas
As relva se beijam nas manhãs sentidos os lábios da aurora

 Aciona-se dentro de nós  aquele feito que nos completa
Para sempre irei te amar
Os ventos choram o nosso amor, sussurrando as lágrimas
Amo-te de maneira avivada minha querida amada
 

 

Autor: José Carlos Ribeiro

03/04/2017

 

Saiba mais…

Aprisionado nesse mundo sólido de desilusão

À tarde  si  vai me deixando aqui, aquele silêncio escoado pelos ventos.

Noites vazias sem você, madrugadas que grita os tormentos

Os minutos são expoentes de minhas lágrimas, estes tristes momentos

Dentro de mim uma insana solidão, você si foi sem explicação.

Amo-te! Chora o meu coração

 

As coisas que aconteciam comigo, fugiram, meus sentimentos não agiram

A felicidade já não habita mais o meu sou

Aprisionado nesse mundo sólido de desilusão eu estou

Uma dor que entra pelos olhos, meu sorriso de existir deixou

 

Na minha face já o desequilíbrio de tanto chorar

Um  amor que si foi, me abandonou, não  mais me amou

Vivo o desconhecido, estou na vida com um mendigo.

Com a amargura eu convivo, não sou mais ativo

Algo esta sobre o meu eu, meu sentido de viver morreu

Em mim essa instabilidade, resta somente a saudade

Autor: José Carlos Ribeiro

02/04/2017

 

 

Saiba mais…

Sinto o silêncio do seu coração me amando

Sinto o silêncio do seu coração me tocando

 Ouço os  ecos dos teus olhos linda paixão, teu sorriso me ativa

Em atos que faz se lasciva ,  a vida sente-me, ela entra em nosso viver, paixão viva

Nada de nós se divide somos por inteiro, aquela tempera onde tudo não se modifica

Naquele então pintado pelos beijos o amor nos encontrou em desejos

 Um algo temperado onde o amor já nos amou,  não canso de pensar em você

Sonhos  que cada vez mais nos amplia

 Em ti eu me completo, és meu afeto, amar você me contagia

Uma flor cada vez mais bela, meu encanto amor, doce Cinderela

Autor: José Carlos Ribeiro

30/03/2016

Imagens google

Saiba mais…

Eu te amo, quero você somente para mim

Algo que se aplica nesse algo mais

Instantes que si vai em busca dos tempos tais

Pérolas dos teus olhos que se fecundam em brilhos

Pétalas de tua boca beijado pelo tempo

Aquele algo, aquilo que se ama em virtude

Somos amor somos atitude

Outono que aflora teus olhos de onde nascem desejos

Somos sonhos, somos vida, se pedimos em beijos

Vivemos esse lindo amor que nos ativa.

Eu te amo, quero você somente para mim

Autor: José Carlos Ribeiro

28/03/2013

<

Saiba mais…

Eu e você esse lindo amor

Busco-lhe nesse universo do olhar

Deixa eu te observar, lhe tocar, de si aproximar, ti amar

É para eu e você ser um do outro
Um sonho encantado é o meu mundo
Nossas  emoções junto aos nossos corações

Eu tentando te encontrar
A qualquer momento pode me escutar
Meu coração contente de estar lhe sentido
Meu sorriso feliz de sorrir com você,  de lhe ver sorrindo

Parece que já nos encontramos em outras estrelas
Já nos víamos em outros olhos
Nos procurávamos em outro rostos
O nosso encontro foi de uma maneira inevitável

Parecia que junto há muito tempo estávamos
Mesmo não nos olhando, mas a gente se amando
Acho que tivemos outra essência vivida
Eu e você esse lindo amor! Minha doce vida

Choro esse amor porque eu te amo

Quando nossos olhos olham com a razão

Temos muito que agradecer ao coração

Autor: José Carlos Ribeiro

20/03/2017

Imagens google

Saiba mais…

A tristeza cai sobre as folhas dos meus pensamentos

Sentado no banco da vida , não sei o que fazer

         Quem chora não são meus olhos, são lágrima do meu corpo que sofre

              São forma que os desencantos gritam, algo parece não existir

                  A outros sonhos, mas tudo se eleva ao amor

                     Tenho medo de querer amar novamente

                         Não há esqueci, não consigo tira-la de minha mente

                             Você si foi estou ficando demente

                                 Algo  passa pela dor, sussurra o tempo que vai pelo destino

                                    A tristeza cai sobre as folhas dos meus pensamentos

                                        Estou naquele estágio de sofrencia

                                          O meu ser esta em decadência por causa de sua ausência

                                             Vivo nos becos da amargura o meu viver me desfigura

                                                Grito pela vida,  por você

                                                     Até mesmo a saudade me abandou

                                                         Arrasado, assim eu estou

 

 Autor: José Carlos Ribeiro

19/03/2017

Imagens google

 

Saiba mais…
CPP