Poesias

Vidas esquecidas

São as batalhas de vidas esquecidas

Querendo viver

A decadência de uma humanidade

Sem saber o que fazer

Caminham entres balas perdidas

E imploram por um novo amanhecer

Esquece-se do futuro

E lutam para não morrer

 

Essa máquina corrompida que disfarça a vida

E mostra o que não parece ser

O amanhã já virou passado pelo o sangue pisado

De guerreiros alucinados pelo o seu bel prazer

 

São os sonhos de povos esquecidos sem ter o pão

Aquele que nos alimenta e nos faz viver

Eu não vou me curvar a esse mundo do poder

Deus só existe um e foi aquele que nos fez nascer.  

Hilton Rubens

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP