Canoeiro

 

3691768341?profile=RESIZE_710x

Canoeiro 


Lá  vai ele, sozinho ao longe
No arrebol como a procurar
Vida além daqueles montes
Onde a canoa assim o levar 

Segue sem norte ou direção 
Matuto...se põe a sonhar 
Aos céus roga uma oração 
Estrelas passa a contemplar 

Vida insossa que deixou aqui
Através do rio vai dissipando 
Sonhos outros tomou pra si
Estes que agora está buscando 

Lá  vai o canoeiro sem rumo
Adentrando a turva imensidão 
Leva na barca só um resumo
Vida,desencanto e sua solidão 

Na ânsia de decifrar a si mesmo
Nas águas brota fria indagação 
Conseguirá o canoeiro a esmo
Vivenciar sua dourada ilusão?


  1.  
  2.  
  3. Lilian Ferraz
  4. 01/11/2019
  5.  
  6.  
  7.  
  8. Crédito da imagem: Diversosafins
  9.  
  10. Voz 029_sd (online-audio-converter.com).mp3
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Maravilhosa inspiração...

    Na Obra Textual Poética...

    Na Declamação que nos remete para o mesmo rio do Canoeiro!

    NOSSOS CALOROSOS APLAUSOS!

    gaDs

    4475467762?profile=RESIZE_400x

    • Muito me agrada sua apreciação e carinho. Abraços

       

This reply was deleted.
CPP